Sábado, 18 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
22°
Fair

Brasil 24 anos após deixar o Planalto por causa de um impeachment, Collor vota a favor do afastamento de Dilma

Collor é investigado na Operação Lava-Jato por suspeita de ter recebido 26 milhões de reais em propina (Foto: Roberto Stuckert Filho/AG)

Quase 24 anos depois da sessão em que ele próprio acabou afastado do cargo, o ex-presidente e senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) votou a favor do afastamento da presidenta Dilma Rousseff nesta quinta-feira (12).

Horas antes, quando discursou durante quinze minutos na tribuna do Sendo, Collor, que é investigado na Operação Lava-Jato por suspeita de ter recebido 26 milhões de reais em propina, ousou ensaiar uma espécia de lição de moral sobre o governo Dilma, condenou o silêncio do PT diante da corrupção na estatal e disse que o Brasil está “no ápice de todas as crises”.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Senador entrega intimação à Dilma de forma “respeitosa”
Mulher grávida faz o próprio parto dentro do carro e o bebê nasce saudável
Deixe seu comentário
Pode te interessar