Domingo, 08 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
30°
Fair

Notícias Apple lança três novos iPhones com preço a partir de US$700; confira

O principal destaque, como era de se esperar, ficou com a nova geração do iPhone. (Foto: Reprodução de internet)

A Apple apresentou nesta terça-feira (10) uma série de novidades em evento realizado em sua sede na Califórnia. O principal destaque, como era de se esperar, ficou com a nova geração do iPhone. São três novos aparelhos: o iPhone 11, o iPhone 11 Pro e o iPhone 11 Pro Max. Eles custarão respectivamente a partir de US$ 700, US$ 1.000 e US$ 1.100 – os preços variam por conta do armazenamento. Em 2018, o iPhone mais barato lançado, o iPhone XR, tinha preço de US$ 750.

Além disso, a empresa também anunciou novos modelos de iPad e Apple Watch, bem como detalhes para os serviços de games Apple Arcade e de vídeo Apple TV+ – os dois últimos chegam ao Brasil em setembro e novembro, respectivamente, por R$ 10 por mês, confirmou a assessoria da Apple.

Já os iPhones “chegam ainda este ano ao Brasil”, mas sem data de lançamento prevista, informou a Apple à reportagem. Por enquanto, a Apple já cortou até R$ 900 de modelos antigos do iPhone em suas lojas oficiais no Brasil. Nos EUA, a pré-venda começa na sexta-feira, enquanto a venda nas lojas se abre no dia 20 de setembro.

Os topos de linha Pro e Pro Max vem em quatro cores: preto, cinza, prata e dourado. Os tamanhos de tela: 6,5 polegadas (iPhone 11 Pro Max) e 5,8 polegadas (iPhone 11 Pro). A tela é de OLED, e não de LCD, com nada menos que 458 pixels por polegada, explica Phil Schiller, executivo da Apple.

O visual da tela mudou pouco, mantendo o entalhe retangular para a câmera frontal –  a concorrência já apresenta soluções menos invasivas, como o entalhe de ‘gota’ ou de ‘furo’. “É o primeiro iPhone que nós chamamos de Pro. E isso tem uma razão: é um celular no qual os profissionais podem realmente contar”, disse o executivo.

O aparelho terá três câmeras: angular (12 megapixels e f/1.8), grande angular (12 MP e f/2.4) e teleobjetiva (12 MP e f/2.0). A empresa apresentou diversos recursos de software e inteligência artificial para melhorar a qualidades das imagens.

“Vamos usar o motor neural para criar um novo sistema de processamento de imagens, chamado de Deep Fusion”, disse Phil Schiller. O novo sistema faz uma fusão de nove imagens diferentes para criar uma única imagem, selecionando e otimizando em cada pixel onde há a melhor performance.

Todas as três câmeras serão capazes de fazer vídeos em 4K e 60 frames por segundo, bem como câmeras lentas e timelapse. Segundo a Apple, a bateria do Pro dura quatro horas a mais que a do iPhone XS e a do Pro Max dura cinco horas mais que a do iPhone XS Max.

Com as devidas especificações de armazenamento, os preços do iPhone 11 Pro são os seguintes: iPhone 11 Pro: 64GB (US$ 1.000), 256 GB (US$ 1.150) e 512 GB (US$ 1.350); iPhone 11 Pro Max: 64GB (US$ 1.100), 256 GB (US$ 1.250) e 512 GB (US$ 1.450) e iPhone 11 vai substituir o iPhone XR.

Também lançado nesta terça-feira, o iPhone 11 é o mais modesto dos três aparelhos e custará a partir de US$ 700. Ele tem tela de 6,1 polegadas e vem em seis cores: púrpura, vermelho, verde, amarelo, preto e branco. O púrpura é bem clarinho, está mais para um lilás. Todos são feitos de vidro, o que permite carregamento sem fio.

O aparelho tem um sistema de câmeras com duas lentes, ambas de 12 megapixels: uma será angular (f/1.8) e a outra (f/2.4) uma grande angular, que funcionarão em parceria – algo que também tem sido feito pelas rivais Samsung e Huawei em seus aparelhos mais recentes. ​O novo sistema alterou levemente o visual na traseira, com um quadrado para as câmeras

O aparelho também terá recursos de inteligência artificial para melhorar as fotografias. O modo Retrato, por sua vez, também será compatível não só com pessoas, mas também com animais.

A câmera frontal melhorou o sensor de profundidade e é possível também fazer vídeos em slow motion e fazer até selfies em câmera lenta. No que diz respeito ao vídeo, o iPhone também terá capacidade de fazer vídeos em 4K e 60 frames por segundo, bem como slow motion e timelapse, algo já visto em celulares topo de linha. A empresa diz que a bateria tem autonomia de uma hora a mais que o iPhone XR.

Com os lançamentos, a Apple aposentou o iPhone 7, o iPhone 7 Plus, o iPhone XS e o iPhone XS Max. O iPhone 8, o iPhone 8 Plus e o iPhone XR continuam à venda. O iPhone 8 será vendido à partir de US$ 450, enquanto o iPhone XR custará a partir de US$ 600. A pré-venda dos aparelhos tem início na sexta, 13 – ele chega às lojas dos EUA no dia 20. Ainda não há informações sobre o lançamento no Brasil.

Após o evento desta terça-feira, a Apple reduziu o preço de modelos antigos à venda no Brasil. O iPhone XR, por exemplo, teve um corte de R$ 900 nos dois modelos ainda à venda.

Todas de Notícias

Compartilhe esta notícia:

Banco voltado ao público LGBT recebe autorização para operar nos Estados Unidos
Espião da CIA enviou segredos da Rússia para os Estados Unidos durante décadas
Deixe seu comentário
Pode te interessar