Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Dias Toffoli diz em palestra que liberdade de expressão não pode alimentar desinformação

Avianca pode perder mais dez aviões na próxima semana

Os passageiros cujos voos foram cancelados estão sendo realocados em voos da Latam e da Gol. (Foto: Divulgação)

A Avianca Brasil deve perder mais dez aviões até o início da próxima semana por causa de inadimplência com as donas das aeronaves, segundo informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Os passageiros cujos voos foram cancelados estão sendo realocados em voos da Latam e da Gol. Nos últimos quatro dias, a Latam já transportou 3 mil passageiros que haviam comprado passagem da Avianca.

Na última sexta-feira, 12, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) cancelou a matrícula de outros dez jatos operados pela companhia aérea pelo mesmo motivo. A Avianca se viu obrigada a cancelar mais de 300 voos e está proibida de vender passagens para as rotas afetadas.

Em recuperação judicial desde dezembro, a Avianca deve cerca de US$ 150 milhões para as arrendadoras das aeronaves, além de R$ 2,7 bilhões para outros credores.

Uma das arrendadoras mais inflexíveis nas negociações com a companhia aérea, a Aircastle já negocia com a Latam para passar parte da frota retirada da Avianca para a empresa.

Cancelamentos

Na segunda-feira (15), a Avianca divulgou uma lista com 150 voos que serão cancelados entre os dias 18 e 20, no meio do feriado de Páscoa. Antes, outros 179 cancelamentos já haviam sido anunciados pela companhia.

Em janeiro, a companhia anunciou que os voos para Nova York, Miami e Santiago seriam descontinuados a partir de abril. No mês passado, a companhia informou também que 21, das suas 53 rotas domésticas, seriam canceladas.

Segundo a Anac, a empresa deverá “divulgar amplamente os voos alterados e cancelados, comunicar previamente os passageiros para evitar que se desloquem ao aeroporto inadvertidamente e oferecer as alternativas de reembolso, reacomodação em outro voo ou execução do serviço por outra modalidade de transporte”.

De acordo com o Procon-SP, em caso de cancelamento de voo, o passageiro tem direito a ser acomodado em outro voo, sem qualquer despesa adicional, ou a ser reembolsado integralmente. A empresa que cancelou o voo é responsável por reacomodar o passageiro.

Atualização diária

A Anac sugere que os passageiros consultem os comunicados da Avianca, que deverão ter atualização diária. “Em caso de cancelamento ou de alteração do voo por iniciativa da Avianca, o passageiro deve ter os seus direitos respeitados, que estão disponíveis para consulta no portal da Anac na internet”, cita a agência em comunicado à imprensa. “Caso o passageiro se sinta prejudicado ou tenha seus direitos desrespeitados, deve procurar a empresa aérea contratada para reivindicar seus direitos como consumidor. Se as tentativas de solução do problema pela empresa não apresentarem resultado, o usuário poderá registrar sua reclamação por meio da plataforma consumidor.gov.br”, recomenda a Anac.

Em caso de reclamação nessa plataforma, as empresas têm obrigação de receber, analisar e responder aos clientes em até 10 dias.

Deixe seu comentário: