Últimas Notícias > Colunistas > Cúpula do PSL não entendeu o recado de Jair Bolsonaro

Campanha do Agasalho 2019 arrecada mais de 1 milhão de itens no RS

Doações contemplam 245 municípios gaúchos. (Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini)

Encerrada nesta semana, a Campanha do Agasalho de 2019 arrecadou 1.449.452 itens em todo o Rio Grande do Sul, superando os números obtidos nas duas edições anteriores. O maior volume de doações foi registrado na Serra Gaúcha, seguido pela região Sul e Porto Alegre.

Neste ano, com a adoção de uma nova metodologia de quantificação dos dados, a Defesa Civil passou a computar os itens arrecadados em todo o Estado, incluindo na soma as prefeituras que participaram da campanha e repassaram as informações.

As doações têm como destino 245 municípios, além de 102 entidades assistenciais atendidas pela Central de Doações da Defesa Civil Estadual. Os itens arrecadados foram doados a comunidades carentes, famílias em vulnerabilidade social, casas de passagem e ONGs (Organizações Não Governamentais). Dentre os objetos arrecadados estão roupas, calçados, cobertores e itens de cama, mesa e banho.

Diversas entidades e empresas do Estado, além de se transformarem em pontos de coleta, colaboraram doando recursos para a divulgação da campanha ou então peças de roupas ou cobertores. O Sindifisco-RS, por exemplo, doou roupas e 500 cobertores, ao passo que a empresa Icatu Seguros doou R$ 30 mil em cobertores.

Iniciativas paralelas

Vale lembrar que tanto o governo do Estado quando a prefeitura de Porto Alegre realizam as suas próprias campanhas do agasalho. A municipal foi encerrada oficialmente há um mês, com 341,9 mil roupas, calçados, cobertores e outras peças arrecadadas em quase quatro meses, desempenho mais de 20% acima do esperado. Os donativos beneficiaram 70,6 mil pessoas e 208 entidades, números que também superaram os de edições anteriores.

Na ocasião, o prefeito Nelson Marchezan Júnior enalteceu o engajamento de servidores, entidades, empresas parceiras e voluntários. Dentre eles estavam funcionários da própria administração municipal, alguns usando o horário de almoço, por exemplo, para ajudar em tarefas como a separação de itens doados.

Já a titular da SMDSE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte), Comandante Nádia, ressaltou o fato de empresas e parceiros terem disponibilizarado mais de 70 pontos de coleta. Ela elogiou, ainda, a participação voluntária da Defesa Civil, do Exército e de todas as pastas municipais: “Superamos em muito a meta de 270 mil peças e a nossa cidade mostrou o seu potencial de solidariedade. Diminuímos o sofrimento do próximo”.

Por sua vez, a primeira-dama do Município, Tainá Vidal, agradeceu pelas doações de roupas infantis e pelo engajamento das esposas dos secretários municipais e do vice-prefeito, Gustavo Paim: “Estamos muito felizes por saber que aquecemos o coração de quem recebeu agasalhos de boa qualidade. A campanha ainda não terminou, porque há doações sendo contabilizadas e as entregas continuarão enquanto houver itens disponíveis”.

Jornalista e secretária de Comunicação do governo do Estado, Tânia Moreira também deu o seu recado, desejando chegar logo o dia em que não sejam mais necessárias campanhas como essa. “As dívidas sociais são de todos nós, e sei que já estariam resolvidas, se isso dependesse do prefeito Nelson Marchezan Júnior”, finalizou.

(Marcello Campos)