Últimas Notícias > Notícias > Brasil > “Orçamento executado neste ano foi o que herdamos”, diz o ministro da Casa Civil

A Cinemateca Capitólio, em Porto Alegre, exibe o premiado “Bacurau” e três novos filmes

Espaço cultural está localizado no Centro Histórico da capital gaúcha. (Foto: Divulgação/SMC)

Nesta semana, três estreias agitam a programação da Cinemateca Capitólio-Petrobras, em Porto Alegre: “Jessica Forever” (de Caroline Poggi e Jonathan Vinel), “O Clube dos Canibais” (Guto Parente) e “Cara Para Além dos Muros” (André Canto). Já o premiado “Bacurau” (Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles) segue em exibição até sábado.

O valor do ingresso é de R$ 16, com meia-entrada para estudantes e idosos. A cinemateca está localizada na esquina da rua Demétrio Ribeiro com avenida Borges de Medeiros, no Centro Histórico de Porto Alegre, em uma área contemplada por diversas opções de transporte coletivo (ônibus e lotação), além de um ponto de táxi próximo.

Outra atração – exibida antes dos longas em cartaz – são dois curtas-metragens produzidos pela Corcina (Cooperativa dos Realizadores Cinematográficos Autônomos). “Cinema Ação Curtametralha” (Sérgio Péo) passa antes de “Jessica Forever” e “Curto Circuito” (André Parente) é mostrado antes de “Bacurau”. As datas e horários podem ser conferidas em www.capitolio.org.br.

“Jessica Forever”

(Jessica Forever)

França 97 min., 2018

Direção: Caroline Poggi e Jonathan Vinel

Jessica é uma rainha, mas ela pode ser uma guerreira, uma mãe, uma deusa ou uma estrela. Jessica salvou todos aqueles jovens perdidos, aqueles meninos solitários, órfãos e perseguidos que nunca conheceram o amor e que se tornaram monstros. Juntos, formam uma família e procuram criar um mundo no qual tenham o direito de permanecer vivos.

“O Clube dos Canibais”

Brasil, 2018, 81’, DCP

Direção: Guto Parente

Otavio e Gilda são da elite brasileira e membros do The Cannibal Club. Os dois têm como hábito comer seus funcionários. Quando Gilda acidentalmente descobre um segredo de Borges, um poderoso congressista e líder do clube, ela acaba colocando sua vida e a de seu marido em perigo.

“Carta Para Além dos Muros”

Brasil, 2019, 85’

Direção: André Canto

A trajetória histórica do vírus HIV e da AIDS no imaginário brasileiro, desde a epidemia que tomou o mundo e deixou milhares de vítimas nas décadas de 1980 e 1990, até os dias atuais. Através de entrevistas com médicos, pessoas que vivem com o vírus, ministros, personalidades e representantes de movimentos conscientizadores sobre a epidemia, o diretor André Canto propõe uma reflexão sobre a evolução dos tratamentos e os desafios e estigmas ainda enfrentados por portadores de HIV.

“The Cleaners”

(Im Schatten der Netzwelt)

Alemanha/Brasil, 88’, 2018, DCP

Direção: Hans Block, Moritz Riesewieck

A cada minuto, 245 mil fotos estão sendo carregadas na internet, totalizando mais de 350 milhões de fotos diariamente. Simultaneamente, algumas dessas imagens e vídeos estão sendo bloqueados ou excluídos: pornografia infantil, fotos de tortura ou violência extrema, mas também imagens inofensivas de mães que amamentam. Quem são esses moderadores que fazem a “limpeza” das redes sociais? Com qual critério? E o quanto essas decisões podem influenciar a vida e opinião de todos? Esse são alguns dos questionamentos.

(Marcello Campos)