Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Estudante de Direito é presa por vazar informações a traficantes no Ceará



A Cinemateca Capitólio prossegue neste fim-de-semana o festival “Porto Alegre Noir”, com filmes e livros inspirados no famoso gênero policial

"No Way Out" (1950) é um dos destaques da programação. (Foto: Reprodução)

Neste fim-de-semana a Cinemateca Capitólio-Petrobras, em Porto Alegre, encerra a segunda edição do festival “Porto Alegre Noir”, iniciado na última terça-feira. Em cartaz, filmes e sessões comentadas do famoso gênero que teve o seu auge nas décadas de 1940 e 1950, com dramas policiais (geralmente em preto-e-branco e longa-metragem), temperados com pitadas de romance e suspense.

Os ingressos custam R$ 10 e também há atrações gratuitas. Para quem ainda não conhece, o Capitólio fica na esquina da rua Demétrio Ribeiro com a Borges de Medeiros, no Centro Histórico. Nas imediações há diversas opções de linhas de ônibus e lotação, além de um ponto de táxi na praça do outro lado da avenida.

A programação para este sábado e domingo, a partir das 14h, mantém o esquema de workshops, debates, exposição, venda de livros e, é claro, a exibição de filmes, com direito a clássicos e raridades. Aí está uma boa opção cultural para quem gosta de roteiros à base de crime, investigação, mistério e reviravoltas, onde não podem faltar um corpo, o detetive durão e uma mulher fatal.

O ciclo conta com as participações de Rafael Guimaraens, Sandra Abrano, Luiz Gonzaga Lopes, Sérgio Karam, Paula Ramos, Samir Machado de Machado, Júlio Ricardo da Rosa e Juremir Machado da Silva.

 

Sábado

– 14h: Workshop “Assassinato Aconchegante: O Universo dos Cozy Mysteries”, com Matheus Ferraz (sala multimídia).

– 14h: Feira do Livro da Aberst (Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror). No hall da Cinemateca.

– 15h: Bate-papo “Dashiell Hammett e os 90 anos de Safra Vermelha” (sala de cinema). Com Júlio Ricardo da Rosa e Juremir Machado da Silva.

– 16h15min: Bate-papo “À Sangue Frio – O Crime Verdadeiro e a Literatura” (sala de cinema). Com Rafael Guimaraens, Sandra Abrano e Luiz Gonzaga Lopes.

– 17h30min: Bate-papo “Quando o Horror e a Literatura Policial se Encontram” (sala de cinema). Com Duda Falcão, Paula Febbe Nova e Marciele Goetzke.

– 19h: “Até a Vista, Querida (“Murder, My Sweet” – 1944 / 95 minutos). Sessão Comentada por Jéssica Bernardi. Ingresso a R$ 10.

Domingo

– 14h: Workshop “Guia de Sobrevivência para Escritores Independentes: Divulgação e Gerenciamento de Carreira”, com Cláudia Lemes (sala multimídia).

– 14h: Feira do Livro da Aberst  (Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror) . No hall da Cinemateca.

– 15h: Bate-papo “Desvendando Patricia Highsmith” (sala de cinema). Com Kelli Pedroso, Alex Mandarino e Tânia Cardoso de Cardoso.

– 16h15min: Bate-papo “A lendária Coleção Amarela da Livraria do Globo” (sala de cinema). Com Sérgio Karam, Paula Ramos e Samir Machado de Machado.

– 17h30min: Bate-papo “Crime, Política e Quadrinhos”. Conversa com Edgar Vasques (sala de cinema).

– 19h: “O Ódio é Cego” (“No Way Out” – 1950 / 106 minutos). Sessão Comentada por Jessica Bandeira. Ingresso a R$ 10.

(Marcello Campos)

Deixe seu comentário: