Últimas Notícias > Notícias > Brasil > O governo federal prevê retirar 1 bilhão de reais do Fundo de Financiamento Estudantil para financiar a segurança pública

A ex-modelo Luiza Brunet terá que pagar 1 milhão de reais após perder uma ação para o ex: ela pleiteava metade de tudo o que o empresário Lírio Parisotto juntou enquanto conviveram

Luiza Brunet disse em rede social que vai recorrer. (Foto: Reprodução)

A modelo e atriz Luiza Brunet, de 56 anos, perdeu em São Paulo ação judicial que movia contra o empresário Lírio Parisotto, de 64 anos, com o qual manteve relacionamento amoroso e pedia reconhecimento de união estável, e agora terá de pagar cerca de R$ 1 milhão em honorários à defesa dele. A informação é do escritório PLKC, que defende os interesses do bilionário. Em sua conta no Instagram, Luiza postou que irá recorrer da decisão.

Segundo Luiz Kignel, advogado de Lírio, Luiza queria o reconhecimento de união estável com seu cliente, entre 2011 e 2016, para receber metade do patrimônio dele nesse período.

“Mas o juiz Leonardo Ribeiro, da 4ª Vara da Família da Justiça, negou esse pedido no último dia 14 de maio”, disse Kignel nesta quarta-feira (30). “Em namoro não se discute patrimônio. E os dois eram namorados, não foram companheiros ou casados”.

Luiza terminou o relacionamento com Lírio após acusá-lo de agressão durante os anos em que estiveram juntos. Em junho de 2017, o investidor financeiro foi condenado na esfera criminal da Justiça por lesão corporal contra a modelo.

O empresário foi obrigado a cumprir um ano de prisão em regime aberto além de mais um ano de serviços comunitários. Ele sempre negou o crime. Sua defesa está recorrendo dessa decisão.

Honorários

Ainda de acordo com o advogado de Lírio, como o valor da causa na Vara da Família foi estipulado em R$ 10 milhões pelo magistrado, e Luiza perdeu essa ação, ela terá de pagar 10% desse valor em honorários.

O caso está sob segredo de Justiça para preservar informações sobre a intimidade da modelo e do empresário.

“Luiza queria fazer um acordo de R$ 100 milhões, mas recusamos porque eles nunca tiveram união estável”, afirmou Kignel. “Ela sugeriu então que a causa fosse de R$ 10 mil, mas o juiz não concordou e colocou R$ 10 milhões”.

Segundo o advogado, ele pedirá para o juiz aumentar para 20% o valor dos honorários do escritório “porque essa ação trouxe muito prejuízo a imagem de Lírio”.

Vai recorrer

Em sua conta oficial no Instagram, a modelo postou que irá recorrer da decisão.

“Ter sido agredida por um homem, ter tido a coragem de denunciar e ajudar mulheres no Brasil e no mundo a tomar esse tipo de iniciativa, me orgulha demais. E exigir meus direitos nesse processo é algo de que não abro mão”, falou Luiza por meio da rede social.

“Meus advogados vão recorrer da decisão do Tribunal de Justiça por não ter reconhecido a união estável com o empresário que me agrediu. A sentença não reflete as provas e eu continuo acreditando na Justiça”, escreveu a modelo, lembrando o fato de Lírio ter sido condenado por lesão corporal no âmbito criminal da Justiça.

Ela também falou sobre a exposição pública do caso. “Nunca fugi do meu papel de pessoa pública. Foi assim desde que me lancei na moda, com minha biografia, as reportagens e redes sociais. Com todos os ônus e bônus que isso nos traz para a vida pessoal. E foi tornando pública uma parte triste da minha vida pessoal que me deu uma visão transformadora da minha própria trajetória.”

Deixe seu comentário: