Home > Magazine > Sociedade - Gasparotto > Emoção no carnaval

A internet como aliada

(Foto: Richard Allen/Folhapress)

O debate em torno da eleição à presidência da Câmara chegou também às redes sociais com a transmissão ao vivo, ontem, pelo Facebook do candidato Rogério Rosso (PSD-DF). Foi uma tentativa de chamar o eleitorado para o processo que está sendo discutido apenas entre as paredes dos gabinetes dos parlamentares.

Rosso pode ter dificuldades na própria bancada, mas ganha pontos ao popularizar a eleição do dia 2 de fevereiro. O presidente da Câmara, é bom lembrar, é o sucessor direto na atual conjuntura do presidente da República, Michel Temer.

Poderes

O presidente da Câmara define as matérias que entram na pauta de votação, o debate em torno dos temas em plenário e pode fazer do Parlamento mero cabide do Palácio do Planalto.

Ferramenta

O engajamento pelas redes sociais em torno da sucessão na Câmara pode ganhar volume e à medida que cresce, coloca em jogo candidaturas consolidadas.

Filho meu

Na próxima semana a Executiva e bancada do PDT decide se adota a candidatura de André Figueiredo (CE). Ele é um dos quatro pré-candidatos que se apresentaram até agora.

Cultura radical

O brasileiro é em geral de direita de valores e intervencionista na economia, observa o filósofo Fabiano Lana, ao citar o Instituto GPP. De acordo com a pesquisa, 81% são contra a legalização da maconha; 77% contra o aborto; 90% querem a diminuição da maioridade penal; 79,7% querem ensino religioso na escola pública; e 52% querem mais intervenção do Estado na economia.

Negócio

Dia 20 de abril acontece o leilão para concessão do terminal de trigo no Rio de Janeiro. Edital publicado ontem no DOU, prevê arrendamento mensal de R$ 428 mil por 25 anos.

Papa léguas

Otimista com a tramitação de quatro reformas no Congresso, presidente Michel Temer tem pressa: “Agora podemos pensar na reforma tributária”.

Em curso

O motivo dos massacres não está no pátio das penitenciárias ou no interior das celas, mas do lado externo das muralhas: a guerra previamente anunciada entre as duas principais facções criminosas do país.

Dois líderes

De um lado está Marcola, do PPC, e de outro Fernandinho Beira Mar, do CV. A observação é do promotor Aluísio Maciel Neto, do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

Barba de molho

Aparentemente Michel Temer está mais preocupado com a situação dos presídios que o ministro Alexandre Moraes. Teme o “salve geral”, a ordem que paralisou São Paulo há alguns anos.

Interesse partidário

Duas consultas aguardam parecer na CCJ sobre a perda de cargo parlamentar em razão de desvinculação de sua bancada. Elas foram protocoladas em abril e maio do ano passado. Para seguir no curso normal do Regimento da Câmara depende da indicação do relator a ser feito pelo presidente da comissão, que sairá das articulações em torno da eleição da Mesa Diretora.

Interesse eleitoral

A consulta desperta o interesse de várias bancadas e partidos, especialmente dos maiores que não querem mais perder integrantes. Numa das consultas, o deputado Carlos Manato (SD-ES) faz quatro perguntas. A primeira interessa especialmente nestas eleições: a quem pertence a vaga de suplente eleito para cargo da Mesa – ao Parlamentar, ao partido ou ao bloco.

Soneca

Ministro Moreira Franco (PMDB) mandou avisar que não tem insônia por qualquer motivo, nem pelas ameaças do ex-deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

Ponto Final

Lixo, depredação e gramado abandonado do Maracanã, o retrato de uma crise que não tem limites.

Comentários

Notícias Relacionadas: