Últimas Notícias > Notícias > Brasil > “Fiz e farei de novo”, diz deputado que apoiou rede derrubada pelo Facebook

A Operação Lava-Jato promoverá o 1° Fórum Nacional sobre Crimes Econômico-Financeiros

Evento terá presença do juiz federal Sérgio Moro. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O setor técnico-científico da Operação Lava-Jato, composto por peritos da Polícia Federal, membros Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), promoverá pela primeira vez no país um evento multidisciplinar para abordar as experiências adquiridas nos últimos anos no Brasil na área de combate a crimes econômico-financeiros.

O 1º Fórum Nacional sobre Crimes Econômico-Financeiros será realizado em Curitiba (PR) de 12 a 14 de novembro (segunda-feira a quarta-feira), no Teatro Positivo (com apoio da Universidade Positivo). O evento promoverá a troca de conhecimentos entre integrantes de instituições públicas e da iniciativa privada que se dedicam ao combate a lavagem de dinheiro e a corrupção utilizando técnicas científicas, com aplicação da tecnologia e fundamentação jurídica.

“Nossa proposta é promover o debate científico e jurídico, para análises integradas e construção de soluções, métodos e procedimentos de controle social que permitam o aperfeiçoamento das instituições em busca de um futuro promissor para a nação”, explica o organizador do Fórum, Perito Criminal Federal Fábio Augusto da Silva Salvador, Chefe do Setor Técnico-Científico da Superintendência Regional no Paraná do Departamento de Polícia Federal (SETEC/SR/PF/PR).

A abertura oficial do Fórum, no dia 12, às 19h, terá falas de Marcos de Almeida Camargo (presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais/APCF) e de José Pio Martins, economista e reitor da Universidade Positivo. Em seguida, a mesa redonda magna, intitulada “Provas circunstanciais e provas técnico-científicas na persecução penal: visão dos operadores do Direito”, terá a presença confirmada do juiz federal Sérgio Moro, do Delegado da Polícia Federal Maurício Leite Valeixo, do Procurador da República Roberson Henrique Pozzobon, do advogado René Ariel Dotti e do Perito Criminal Federal Adilson Carvalho Silva.

Durante o Fórum, estarão em pauta temas como: O real peso da corrupção estatal no desenvolvimento nacional, Fraudes financeiras em mercado de capitais, compliance anticorrupção e lavagem de dinheiro, Colaboração premiada em crimes financeiros, Cartéis no segmento de construção civil, Do Caso Banestado à Operação Lava-Jato, Jornalismo investigativo e crimes financeiros, Provas circunstanciais e provas técnico-científicas na persecução penal, Lavagem de capitais e cooperação jurídica internacional, Transparência e combate à corrupção nos setores público e privado, O novo Código de Processo Penal (CPP) e os crimes financeiros.

Direcionado a profissionais e pesquisadores de carreiras técnico-científicas e jurídicas, magistrados, membros do Ministério Público, acadêmicos, membros de órgãos de fiscalização e regulação e sociedade civil interessada, além de estudantes de Direito, Ciências Contábeis, Economia, Engenharia, Comunicação e Processamento de Dados e pós-graduandos em temas afetos à segurança pública de maneira geral, o evento tem a expectativa de reunir cerca de 2,5 mil pessoas na capital nacional da Operação Lava Jato.

“O Fórum vai examinar assuntos muito polêmicos e terá um alcance social muito forte. Esperamos que ele reverta em ações futuras, promovendo mudanças de postura, discussões e propostas que se prolonguem para os próximos anos”, conclui Salvador.

Deixe seu comentário: