Últimas Notícias > Notícias > Mundo > O Uruguai tem falta de maconha: a produção não é suficiente para abastecer os mais de 47 mil consumidores registrados

A Petrobras anunciou redução de cerca de 2% no preço da gasolina e do diesel nas refinarias

A última redução no diesel ocorreu no dia 9 de julho. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A Petrobras anunciou redução nos preços da gasolina e do diesel no Brasil vendidos às refinarias. A partir desta sexta-feira, a gasolina terá recuo médio de 2,14%, para R$ 1,6457. É o menor valor desde o fim de fevereiro. A última redução ocorreu no início de junho, quando caiu 4,4%. Em relação ao diesel, a queda média foi de 2,15%, para R$ 2,0205. A última redução no diesel ocorreu no dia 09 de julho, quando caiu 3,8% nas refinarias. As informações são do jornal O Globo.

Os reajustes nos preços dos combustíveis pela Petrobras são alinhados ao mercado internacional do petróleo, seguindo os valores do petróleo Brent, que caíram cerca de 4,4% na última semana, e ao câmbio.

O repasse dos ajustes nas refinarias para os consumidores finais nos postos de combustíveis dependerá de diversos fatores, como tributos, margens de distribuição e revenda, e mistura obrigatória de biodiesel em ambos os combustíveis.

Venda de refinarias

Petrobras anunciou nesta segunda-feira que iniciou a fase não vinculante (sem propostas formais) referente à primeira etapa da venda das refinarias Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco; Landulpho Alves (RLAM), na Bahia; Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná; e Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul. O início do processo de venda dessas refinarias começou em junho.

Ao todo, desde maio, a companhia abriu o processo de venda de 13 ativos, que inclui ainda campos em terra e a Liquigás.

“Os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão um memorando descritivo contendo informações mais detalhadas sobre os ativos, além de instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para elaboração e envio das propostas não vinculantes”, disse a estatal em nota.

No total, a empresa vai se desfazer de seus ativos de refino que respondem por metade da capacidade de refino de petróleo no País. As refinarias processam 1,1 milhão de barris por dia. Além das unidades, serão vendidas também as operações de logística integradas às refinarias. Fontes acreditam que a estatal pode arrecadar até US$ 15 bilhões.

A estatal disse ainda que a venda de sua fatia no campo de Baúna, localizado em águas rasas na Bacia de Santos, está em fase final para a empresa Karoon Petróleo & Gás, que apresentou a melhor proposta. “Entretanto, em relação às notícias veiculadas na mídia sobre essa operação, esclarecemos que a transação ainda se encontra em fase de aprovação pelos órgãos de governança da Petrobras”, disse a estatal.

Deixe seu comentário: