Últimas Notícias > CAD1 > O presidente do Grêmio vai sugerir aos clubes que tiveram atletas convocados para a Seleção Brasileira o adiamento de rodadas do Brasileirão

A polícia prendeu um detento monitorado por tornozeleira eletrônica que traficava maconha de alta qualidade no Vale do Sinos

Maconha e munições foram apreendidas pelos policiais civis. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil informou nesta quinta-feira (17) que prendeu em flagrante em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, um traficante de drogas monitorado por uma tornozeleira eletrônica. Foram apreendidas 310 porções de maconha de alta qualidade, munições e uma balança de precisão.

O criminoso possui antecedentes por roubo e receptação. Segundo o delegado Thiago Lacerda, da 1ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico, as diligências no município duraram aproximadamente 20 horas. “Foi uma ação que exigiu paciência das equipes do Denarc”, revelou.

Para o delegado Mario Souza, diretor de Investigações do departamento, o esquema de tráfico desse integrante de uma facção criminosa estava relativamente bem estruturado, o que dificultou a ação policial.  “Nos chamou a atenção a marca utilizada na maconha, com referência a Pablo Escobar como sinônimo de qualidade, bem como a identificação da facção criminosa. Esses detalhes servirão para a continuidade das investigações”, destacou Souza.

Homicídio

A Polícia Civil prendeu na quarta-feira (16) um homem de 32 anos acusado de um homicídio ocorrido em 2005, no bairro Rubem Berta, na Zona Norte de Porto Alegre. Na ocasião, o bandido e outros três indivíduos atingiram a vítima com mais de dez disparos de arma de fogo em um ponto de venda de drogas.

A prisão, realizada pela 3ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa, foi decorrente do cumprimento de mandado de prisão por sentença condenatória. Segundo a delegada Luciana Smith, o preso possui diversos antecedentes por homicídio, roubo, lesão corporal e ameaça.

Deixe seu comentário: