Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Encerramento da Campanha do Agasalho ocorre nesta terça

A Polícia Rodoviária Federal registrou 50 mortos nas estradas federais na Semana Santa

(Foto: Divulgação/PRF)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) encerrou a Operação Semana Santa 2019 com redução no número de acidentes, acidentes graves e pessoas mortas nas rodovias federais. Números preliminares mostram que durante os quatro dias de operação o órgão registrou 759 acidentes que resultaram em 962 feridos e 50 mortos.

As ações de fiscalização focaram nas condutas associadas com o maior número de acidentes como ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, alcoolemia ao volante e falta de equipamentos de segurança.

Ao todo, 105.245 pessoas e 109.324 veículos foram fiscalizados pela PRF durante os quatro dias de operação. As fiscalizações resultaram em 35.077 autuações. Ultrapassagem irregular e excesso de velocidade foram, assim como nos últimos feriados, as condutas mais registradas pela PRF. Foram 4.665 ultrapassagens indevidas e 75.800 imagens capturadas pelos radares fotográficos por excesso de velocidade. Também foram autuados 980 condutores por alcoolemia, 26% a mais que em 2018. O número de crianças sendo transportadas em desacordo com a legislação também subiu 9%, 512 flagrantes deste ano contra 470 no ano anterior.

Redução de acidentes

Mesmo com as ações educativas e fiscalizações em pontos estratégicos, o órgão contabilizou 759 acidentes, uma redução de 11% em comparação a mesma operação de 2018, quando foram registrados 854 acidentes. A queda no número de acidentes, em especial os acidentes graves, refletiu positivamente na redução do total de mortos. Neste ano os acidentes foram responsáveis por 50 mortes no trânsito – redução de 28% em relação ao mesmo feriado do ano passado, quando foram registrados 70 óbitos. Também foram registradas 962 pessoas feridas contra 905 em 2018. O número de mortos e de acidentes graves foram os menores em 12 anos, conforme série histórica.

Dicas para uma viagem segura

O feriado já passou, mas não custa lembrar as dicas de segurança que podem e devem ser utilizadas na sua próxima viagem.

1. Planejamento da viagem: o motorista deve se informar sobre as distâncias que vai percorrer, condições do tempo, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer documentação pessoal e do veículo.

2. Revisão preventiva: providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Faróis acesos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Não esquecer de verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de para-brisa e luzes do veículo;

3. Pausas para descanso: o condutor deve programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora;

4. Previsão do tempo: procurar se informar sobre as condições do tempo nos lugares por onde vai passar. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disponibiliza gratuitamente informações sobre o clima no endereço www.inmet.gov.br;

5. Atenção redobrada: observar as placas que indicam os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem. Elas não foram colocadas naquele ponto da estrada sem motivo. Nos trechos em obras, o motorista deve reduzir a velocidade e obedecer a sinalização local.

6. Descanso: durma bem antes de qualquer viagem de automóvel. O sono e o cansaço são grandes inimigos de uma viagem segura.

7. Cinto de segurança: use sempre o cinto de segurança, este equipamento é obrigatório para todos os ocupantes do veículo.

 

Deixe seu comentário: