Últimas Notícias > Notícias > Brasil > O preço da gasolina bateu recorde e chegou ao maior valor em dez anos

A entidade máxima do futebol não desiste de ter 48 seleções no Campeonato Mundial no Catar

Mundial no Qatar será disputado de 21 de novembro a 18 de dezembro de 2022. (Foto: Reprodução)

A participação de 32 ou 48 seleções no Mundial de futebol do Qatar-2022 será discutida e decidida nos próximos meses, afirmou o presidente da entidade máxima do futebol, Gianni Infantino, em uma entrevista coletiva na qual fez um balanço do Mundial da Rússia-2018.

“Primeiro falaremos com os organizadores, não há uma decisão definitiva ainda. No momento o Mundial de 2022 tem 32 equipes”, afirmou o dirigente.

As informações são da agência de notícias AFP e do jornal Folha de S.Paulo.

“Vamos discutir com os qatarianos e aí depois debater com todos os envolvidos. Há tempo e nenhuma decisão foi tomada. Até agora, a Copa tem 32 times. É muito cedo para começar a especular. Todos estão com a mente aberta e estamos fazendo a discussão”, disse.

O que está certo é que a Copa será disputada de 21 de novembro a 18 de dezembro de 2022, o que significa que todos os torneios, nacionais e internacionais, precisarão adaptar-se ao calendário.

“Temos um contrato com o Qatar [para Copa com 32 times] que é a base da nossa conversa. Ficaremos satisfeitos com 32 times. Mas se todo os envolvidos concordarem e se for positivo, todas as opções estarão na mesa”, declarou.

“As lidas da Europa e de todo o mundo estão informadas e terão que adaptar seus calendários em consequência”, disse Infantino.

“É a decisão correta, porque não é possível jogar em junho e julho no Qatar e os jogadores estarão prontos para fazer um grande Mundial, porque para eles será o início da temporada”, argumentou.

Infantino não explicou a distribuição de vagas entre as confederações continentais com um Mundial de 48 equipes.

“É necessário discutir, mas, certamente, teremos mais vagas para todos”.

“Mas se o Mundial continuar com 32 seleções, não vejo motivos para mudar as vagas atuais”, completou.

A entidade máxima do futebol previa inicialmente que a primeira Copa com 48 países seria disputada em 2026, mas a Conmebol pediu a antecipação da medida para 2022.

Pouco antes do início do Mundial na Rússia-2018, o conselho da entidade máxima do futebol aprovou a análise da mudança, mas destacou que primeiro seria necessário negociar com a organização do Qatar-2022.

Infantino considera “razoável” o número de 48 participantes, dado o grande interesse despertado pelo futebol e o impacto do Mundial, assim como o fato da atual Copa ter registrado grande audiência na “Itália ou Chile, que não se classificaram”.

Questionado sobre a data limite para tomar uma decisão, Infantino afirmou que será “antes do início das eliminatórias” para 2022.

Deixe seu comentário: