Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Notícias A Serra Gaúcha e as Missões estão entre as áreas da Região Sul do País a serem contempladas por um pacote de investimentos do Ministério do Turismo

Programa prevê aporte total de R$ 200 milhões em 35 cidades dos três Estados. (Foto: Divulgação/Palácio Piratini)

Ao menos 35 municípios da Região Sul do País serão contemplados pelo programa “Investe Turismo”, desenvolvido de forma conjunta pelo Ministério do Turismo com a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e o Sebrae (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). No mapa gaúcho, foram incluídas a Serra e a Rota das Missões.

Com um aporte inicial de R$ 200 milhões, a iniciativa tem por objetivo acelerar o desenvolvimento, ampliar a oferta e a qualidade dos serviços, gerar empregos e incrementar a competitividade em quatro rotas turísticas estratégicas, que abrangem ainda a Serra e o Litoral de Santa Catarina, bem como as cidades do Vale Europeu e da região Caminhos dos Príncipes. No Paraná, por sua vez, o chamado “Corredor de Foz do Iguaçu” está na mira.

De acordo com o governo federal, em termos práticos isso resultará em um pacote de investimentos, incentivos a novos negócios, acesso ao crédito, marketing, inovação e melhoria de serviços voltados para 13 áreas geográficas específicas. Unir setor público e a iniciativa privada para promover a competitividade no setor também está nos planos do Ministério.

O titular da pasta, Marcelo Álvaro Antônio, ressalta que a intenção é desenvolver a vocação turística nas rotas contempladas, contribuindo para que  a indústria de viagens proporcione um impulso econômico às microrregiões onde estão inseridas: “É hora de converter nosso potencial turístico em negócios, empregos e renda”.

“Queremos aprimorar a experiência turística dos visitantes que buscam esses destinos”, acrescenta. “A Região Sul tem um grande potencial para ampliar o turismo religioso, por exemplo, com lugares pouco conhecidos, além de consolidar outros destinos estratégicos que abarcam diversos segmentos, como a rota da Uva e Vinho, as cidades históricas de descendência alemã e as belezas naturais típicas de climas frios, com serras e um dos maiores cânions do Brasil.”

Segundo o diretor-presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, ativos como a produção vinícola e a gastronomia fazem da Região Sul um importante produto para o turismo brasileiro: “O programa apoiará o posicionamento de oferta deste mercado e o fortalecimento dos destinos que oferecem ao turista nacional e internacional experiências únicas”.

Ações

Um conjunto de ações estão previstas pelo programa, que agrega a interlocução de gestores públicos, lideranças empresariais e membros dos conselhos municipais e instâncias de governança regionais de turismo em um plano de gestão focado em uma agenda integrada para o desenvolvimento de cada região.

“A realização de visitas técnicas nacionais e internacionais para identificar as melhores práticas de inovação e qualificação dos produtos e serviços turísticos também está no escopo do trabalho que será realizado pelo Investe Turismo”, explica o site oficial www.turismo.gov.br.

Ainda dentro das ações propostas estão parcerias para melhorar e ampliar a cobertura de internet em destinos estratégicos; apoio aos movimentos de intervenções criativas de espaços públicos (a exemplo do movimento Urban Hacking), cartilha para investidores com um passo a passo sobre como implantar empreendimentos turísticos, além de seminários em cada rota turística estratégica.

No roteiro do “Investe Turismo” para os próximos meses, estão previstas iniciativas em Porto Alegre, Gramado, Canela, Nova Petrópolis, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, São Francisco de Paula, Garibaldi, São José dos Ausentes, Jaquirana, Cambará do Sul e São Miguel das Missões.

(Marcello Campos)

Todas de Notícias

Compartilhe esta notícia:

Rodoviários da capital cancelam Operação Tartaruga que ocorreria nesta quarta-feira
O presidente da Câmara dos Deputados e o ministro da Economia articulam reduzir a jornada de servidores para cortar gastos
Deixe seu comentário
Pode te interessar