Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Política > A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória que libera 100% de capital estrangeiro nas empresas aéreas brasileiras

Caso Bernardo: Acompanhe os principais momentos da réplica do Ministério Público

(Foto: Reprodução/TJRS)
Juliano Castello para O Sul

 

Está previsto para terminar hoje o julgamento do Caso Bernardo após 5 anos do crime. Estão sendo julgados o pai do menino, Leandro Boldrini, a madrasta Graciele Ugulini, a amiga de Graciele Edelvânia Wirganovicz e o irmão Evandro.

Leandro é acusado de ser o mandante do crime, Graciele e Edelvânia as executoras e Evandro teria participado da ocultação do corpo de Bernardo. O crime aconteceu em 2014 em Frederico Westphalen, a família morava em Três Passos.

Acompanhe os momentos mais importantes de hoje:

  • Começa o julgamento do Caso Bernardo
  • O promotor do Ministério Público começa a réplica com um vídeo com a explicação de uma psiquiatra explicando como funciona a mente criminosa.
  • A defesa pede que o vídeo não seja passado já que não constava nos autos.
  • A promotoria fala com o juri sobre os réus, e usa o termo “psicopatas” para se referir aos acusados.
  • Leandro Boldrini, acusado de mandar matar o filho, está usando uma camisa feita por Bernardo.
  • O promotor apresenta áudios do Evandro, acusado de participar da ocultação do corpo de Bernardo, indicando a participação dele no crime.
  • Os áudios mostram que Evandro estava de férias em fevereiro, e não em abril como alega a defesa do réu.
  • Agora a promotoria apresenta áudios de conversas entre Graciele e Edelvânia. Diferente do que foi falado no depoimento de Edelvânia, o tom entre elas é de amizade após a ocultação do corpo de Bernardo.
  • Elas simulam no telefone o desconhecimento da morte do menino.
  • Outro áudio apresentado pela acusação, Graciele e Edelvânia debocham do crime. Ainda falam sobre o crime e dizem “ter nojo” do povo de Três Passos.
  • Agora áudios que mostram o envolvimento de Leandro. As ligações mostram o irmão de Leandro afirmando que já estava combinado com os advogados que Edelvânia e Graciele iriam inocentar Leandro. Ele iria sustenta-las de fora da prisão.
  • Segundo a promotoria, os psiquiatras de Bernardo afirmam que o menino não deveria estar mais tomando os remédios. Porém o Leandro, pai, ainda prescrevia os remédios para o garoto.
  • O advogado de Edelvânia, Jean Severo, se retira da sala após desentendimento com o promotor.
  • Segundo a babá, em depoimento a Polícia, Bernardo apanhava de Leandro enquanto Graciele dizia que ele deveria apanhar mais.
  • O promotor lê diversos depoimentos de pessoas ligadas a Leandro e Bernardo afirmando a negligência ao garoto.
  • A promotor apresenta os depoimentos de Edelvânia na Polícia Civil. O clima esquenta entre a defesa de ré e o promotor.
  • Mais um desentendimento entre o advogado de defesa Jean Severo, que defende Edelvânia, e o promotor do Ministério Público.
  • A promotoria apresenta um vídeo que mostra uma suposta agressão feita por Graciele à Bernardo. O vídeo foi gravado por Leandro.
  • O Ministério Público encerra a réplica.

 

Deixe seu comentário: