Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Setor produtivo critica, e mercado financeiro minimiza a queda de Joaquim Levy da presidência do BNDES

Aplicativos falsos de IPVA e carteira de motorista instalam vírus no celular. Mais de 17 mil smartphones já foram infectados

Especialistas recomendam o acesso direto aos sites oficiais das empresas e órgãos públicos. (Foto: Agência Brasil)

Aplicativos que tentam se passar por CNH (Carteira Nacional de Habilitação) digital e outros que oferecem consulta ao IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) de 2019 são, na verdade, programas maliciosos que infectam os smartphones das vítimas. A denúncia é do jornal Folha de S.Paulo.

Oferecidos na loja oficial da Google para celulares do tipo Android, eles levam nomes como “CNH Digital”, “Consulta IPVA” e “IPVA São Paulo”, oferecidos por um suposto “Ministério da Tecnologia” – o Brasil nem tem uma pasta com esse nome, a real se chama Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Até a noite da última terça-feira, todos estavam disponíveis na Google Play, loja oficial de aplicativos, jogos e conteúdos, para celulares Android. Eles foram retirados do ar após a publicação questionar à Google se eles seriam excluídos. A empresa, no entanto, não respondeu o que aconteceria com usuários que já haviam baixado o aplicativo.

São exibidos os ícones dos cinco aplicativos maliciosos, três com nomes começando com “CNH Digital”, um chamado “Consultar IPVA” e o último com o nome “IPVA São Paulo”, todos oferecidos pelo suposto “Ministério da Tecnologia”.

De acordo com a Kaspersky Lab, empresa de cibersegurança que identificou o problema, os apps maliciosos são oferecidos ao público desde dezembro do ano passado e já infectaram mais de 17 mil smartphones. Ao serem instalados, esses aplicativos ativam um adware, programa malicioso que apresenta propagandas invasivas e indesejadas. Nesse caso em particular, elas são abertas ocupando toda a tela do celular.

Adwares também consomem internet e bateria do aparelho, e podem explorar dados pessoais. Tudo sem oferecer nenhuma utilidade prática ao usuário.

Proteção

Para evitar cair nesse tipo de golpe, a dica é acessar os sites oficiais das empresas e órgãos públicos para encontrar a versão correta dos aplicativos desejados. Além disso, antivírus podem identificar essas ameaças e barrá-las antes que façam algum mal.

A versão oficial da CNH digital se chama “Carteira Digital de Trânsito”. Ele traz a carteira de habilitação e o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo). O serviço é oferecido gratuitamente pelo Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) para Android e iPhone nas respectivas lojas oficiais de aplicativos.

No menu do aplicativo “Carteira Digital de Trânsito” é possível encontrar um tutorial com o passo a passo para obter a CNH digital – essa sim, livre de vírus.

Deixe seu comentário: