Últimas Notícias > Notícias > Mundo > Novos confrontos em Hong Kong entre manifestantes e a polícia

Após a eliminação da Juventus, Cristiano Ronaldo faz uma confidência à sua mãe: “Não faço milagres”

Dona Dolores Aveiro conta como craque português sentiu a derrota para o Ajax: “Ele estava triste”. (Foto: Reprodução)

Fora de uma semifinal da Liga dos Campeões pela primeira vez em oito anos, Cristiano Ronaldo contou com o “colo” da mãe para afogar as mágoas. Um dia após a eliminação da Juventus na competição para o Ajax, Dona Dolores Aveiro contou como o filho sentiu a derrota de 2 a 1 em Turim.

“Ele estava triste. Gostaria de ir para a final. Terá que ser para o próximo (ano). O que ele disse para mim? ‘Mãe, eu não faço milagres’. Na Liga dos Campeões faltou um pouco de sorte, mas não podemos fazer nada a respeito, a vida continua”, afirmou Dolores em entrevista ao jornal “La Gazzetta Dello Sport”.

Contratado no início da temporada para levar a Velha Senhora ao sonhado título da Liga dos Campeões, Cristiano Ronaldo agora tem a chance “apenas” de se tornar campeão italiano (com 84 pontos, a Juventus pode levar o título antecipado já no final de semana).

Além disso, o camisa 7 português também briga pela artilharia da competição: soma 19 gols, três a menos do que Quagliarella, da Sampdoria.

Feito inédito

É difícil, mas o Ajax impôs a Cristiano Ronaldo algo inédito na carreira do português. Pela primeira vez, o atacante foi eliminado em um confronto de quartas de final da Liga dos Campeões. De suas 15 participações anteriores na competição, ou o camisa 7 caía antes, ou avançava à semifinal. Chegar entre os quatro melhores foi o que mais ocorreu: 11 vezes. Até encarar o time holandês, sempre que chegou às quartas, CR7 passou. Até a última terça-feira.

Não chegar à semifinal é algo que Cristiano não viveu nas últimas oito temporadas. Em 2009/10, seu primeiro ano no Real Madrid, ele viu a equipe merengue ser eliminada pelo Lyon nas oitavas de final. Desde então, sempre esteve no topo da Liga dos Campeões. E foi campeão em quatro oportunidades. Antes, chegou à semifinal com o United em três temporadas, foi vice em 2008/09 e levou o título em 2007/08.

A ausência do atacante nas duas últimas fases da Liga dos Campeões também indicam outro dado. Cristiano teve seu pior desempenho como artilheiro no torneio na década. Com seis gols em nove jogos, ele igualou a performance de 2010/11, quando teve a mesma quantidade de gols, mas sem 12 partidas.

Em suas três primeiras participações no torneio, o atacante saiu zerado. Em 2006/07 fez três gols, e em 2008/09, marcou quatro. Nas demais, sempre balançou as redes seis ou mais vezes.

Deixe seu comentário: