Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Política > A Câmara dos Deputados aprovou a Medida Provisória que libera 100% de capital estrangeiro nas empresas aéreas brasileiras

Os desfiles do carnaval de Porto Alegre prosseguem neste sábado no Porto Seco

Evento não teve edição no ano passado. (Foto: Maia Rubim/PMPA)

Na noite deste sábado, o Complexo Cultural do Porto Seco, na Zona Norte da Capital, recebe a segunda e última noite de desfiles de Carnaval das escolas de samba de Porto Alegre, que haviam sido cancelados em 2018. Entrarão na pista as agremiações das antigas séries Ouro e Prata, em uma estrutura com ingressos pagos nos camarotes e entrada gratuita no espaço onde ficavam as arquibancadas.

A programação começa às 21h, com a tribo Os Comanches, na condição de convidada especial. Em seguida, desfilam Copacabana, Unidos da Vila Mapa, Vila Isabel, União da Tinga, Império do Sol, Império da Zona Norte, Imperadores do Samba e Estado Maior da Restinga.

Na noite passada, desfilaram as escolas Samba Puro (convidada), Praiana, Fidalgos e Aristocratas, Realeza, Bambas da Orgia, União da Vila IAPI e Imperatriz Leopoldinense. A liberação do local pelo Corpo de Bombeiros, após vistoria, ocorreu por volta das 19h, quando faltavam apenas três horas para o início do evento.

Para a competição, cada entidade do Grupo Prata terá 45 minutos de desfile, ao passo que no Grupo Ouro o tempo será de 55 minutos. As participantes serão julgadas por três jurados em cada um dos sete quesitos de avaliação: bateria, harmonia, samba-enredo, evolução, tema-enredo, fantasia e mestre-sala & porta-bandeira. A apuração das notas será realizada neste domingo.

Estrutura

Ao todo, foram vendidos 134 camarotes com capacidade para 15 pessoas, além de outros três com capacidade para 300 pessoas cada um. Há, também, dois espaços de convivência com acesso gratuito ao público, que acompanha às apresentações em pé ou com cadeiras trazidas de casa.

O público também conta com áreas de alimentação acessível de todos os pontos da passarela, além de banheiros químicos e áreas de estacionamento. A organização do desfile é da União das Entidades Carnavalescas do Grupo de Acesso de Porto Alegre. Conforme o presidente da entidade, Érico Leoti, a previsão é de um público total de 60 mil pessoas nas duas noites de evento.

 

 

A segurança é realizada pela Brigada Militar, em parceria com a Guarda Municipal, que tem intensificado a atuação no local e promete manter o patrulhamento até o final do Carnaval. Enquanto isso, a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) atua no controle de trânsito, bloqueios e orientação a motoristas e pedestres, além de organizar o esquema especial de transporte público, com o remanejamento de pelo menos seis linhas de ônibus que atendem à região do Porto Seco.

Já a Procempa (Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre), assumiu a instalação de rede de comunicação destinada aos veículos e profissionais de imprensa que acompanham os desfiles. Além disso, uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) avançada foi montada no local pela Secretaria Municipal de Saúde.

O secretário municipal da Cultura, Luciano Alabarse, define a retomada dos desfiles como “uma conquista das forças culturais da cidade, através do comprometimento e do trabalho dos agentes culturais públicos ou colaborativos, com resultados surpreendentes”.

A capina e limpeza da área do complexo cultural foram feitas pelas equipes da SMSURB (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos), por meio do DMLU (Departamento Municipal de Limpeza Urbana). “Um trabalho preventivo também vem sendo realizado na segurança, para coibir o furto de fios no local”, ressalta o secretário-adjunto Leonardo Maricato.

Estarão na passarela seis escolas do Grupo Ouro e outras nove do Grupo Prata, além de uma tribo carnavalesca, em um evento competitivo. Os desfiles começarão às 22h, com apresentação da Academia de Samba Puro, escola do Grupo Prata que aparecerá como convidada especial.

(Marcello Campos)

 

Deixe seu comentário: