Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Uma força-tarefa fiscalizará a utilização irregular de um herbicida no Rio Grande do Sul

Após vencer o Figueirense por 3 a 0 e retomar a liderança da Série B, o Inter começa nesta segunda-feira mais uma semana de treinos

Após o jogo, o lateral Alemão cruzou o gramado de joelhos, comemorando o seu retorno ao time. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Após vencer o Figueirense-SC por 3 a 0 no estádio Beira-Rio, sob a chuva impiedosa da tarde de sábado, o Inter do técnico Guto Ferreira retomou a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 45 pontos. A partida, válida pela vigésima-quarta rodada da competição, teve gols marcados por William Pottker (aos três minutos de jogo), Leandro Damião e Nico López, artilheiro colorado na temporada.

O grupo se reapresenta no centro de treinamentos do Parque Gigante nesta segunda-feira, dando início aos preparativos para o confronto contra o Náutico em Recife (PE), no próximo sábado. O adversário ocupa o penúltimo lugar na tabela, com 17 pontos e sérias chances de rebaixamento à Série C.

O time do Saci tem o ataque mais produtivo e a segunda defesa menos vazada do certame. Nas últimas oito rodadas, foram sete vitórias e apenas uma derrota (para o Juventude) – jogando em casa, o time de Guto Ferreira já acumula uma invencibilidade de seis partidas. O aproveitamento geral é de 62,5% (o mesmo do segundo colocado). A próxima está marcada para sábado que vem, contra o Náutico em Caruaru (PE).

Emoção

Após o apito final do árbitro, uma cena emocionou os mais de 20 mil torcedores que haviam encarado o mau-tempo em Porto Alegre para acompanhar o duelo entre Inter e Figueirense. Em meio aos cumprimentos dos jogadores colorados no meio do campo, um deles se ajoelhou e cruzou os 105 metros de extensão do gramado do estádio Beira-Rio. Era o lateral-direito Alemão.

Contratado em janeiro, após uma boa passagem pelo Botafogo, ele fez do gesto –  sob a forte chuva que caía sobre a capital gaúcha – um agradecimento por voltar a disputar uma partida, após quase cinco meses em tratamento de uma lesão grave no pé direito, causadora de edema ósseo e fortes dores.

“Foi um voto que eu fiz com Deus. Os meus companheiros viram de perto o quanto sofri”, declarou aos repórteres quando se dirigia ao vestiário, sob os aplausos que viam das arquibancadas. “Eles treinavam diariamente e eu estava em uma maca, sem poder ajudar. Eu queria agradecer também a todo o departamento médico do clube.”

O atleta paulista de 27 anos e 1m74cm, cujo nome de batismo é Jucimar José Teixeira, havia entrado no segundo tempo, substituindo Cláudio Winck, que foi para o intervalo com uma dor na coxa esquerda após sofrer pancada em um lance com o goleiro adversário. O substituto teve atuação segura, contribuindo para o time do Saci terminasse o confronto sem levar gol.

A última vez em que Alemão havia atuado em uma partida oficial foi nas semifinais do Gauchão, no dia 23 de abril, quando o Inter bateu o Caxias no estádio Centenário, em uma decisão por pênaltis. Um trauma no pé direito, sofrido durante um treino em maio, levou o lateral a desenvolver um problema conhecido como “causalgia”.

Depois, entrou numa rotina de tratamentos intensivos que duraram meses até que pôde enfim jogar novamente, culminando na cena emocionante do gramado. E assim emocionou a todos em mais um belo momento de superação pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.