Últimas Notícias > Colunistas > Militares & Witzel

Um atirador abriu fogo em um bar na Califórnia e deixou 12 mortos

Cerca de cem pessoas estariam no bar onde acontecia um show de música country quando um homem chegou atirando. (Foto: Reprodução de TV)

Um atirador invadiu um bar na cidade de Thousand Oaks, no Sul da Califórnia, nos Estados Unidos, na noite de quarta-feira (07), deixando mortos e feridos. De acordo com a polícia local, 12 pessoas morreram, entre elas um policial e o autor dos disparos. A polícia estima que cerca de 15 pessoas ficaram feridas no ataque.

Aproximadamente cem pessoas estariam no estabelecimento, onde acontecia um show de música country, quando um homem chegou atirando por volta das 23h30min de quarta-feira (5h30min desta quinta-feira, no horário de Brasília). Há relatos de que foram ouvidos pelo menos 30 disparos.

Cenas de pânico foram relatadas por quem estava no Borderline Bar & Grill, durante a festa “College Country Night”, que reúne estudantes universitários. As pessoas tentaram fugir pelas janelas e se esconder no banheiros do bar.

A polícia acredita que o atirador tenha agido sozinho. Carros da polícia e várias ambulâncias foram mobilizados. Um homem que estava na frente do estabelecimento com pelo menos 15 amigos contou que o atirador entrou no bar e começou a fazer os disparos na direção do teto. O suspeito chegou a gritar alguma coisa, mas a testemunha não conseguiu ouvir o que ele disse.

O Borderline Bar & Grill promove shows de música ao vivo. Às quartas-feiras, acontece a festa “College Country Night”, que reúne estudantes universitários. Thousand Oaks é um subúrbio nobre e tranquilo, que fica a cerca de 40 km a oeste de Los Angeles.

Herói

Ron Helus, que prestou serviço por 29 anos para a polícia americana, foi um dos primeiros a chegar ao local do crime e foi baleado. O agente do condado de Ventura foi levado para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

“Ron era trabalhador dedicado. Ele era totalmente comprometido, deu tudo de si e hoje à noite, como eu disse a sua esposa, ele morreu como um herói”, afirmou o xerife Geoff Dean, com a voz embargada.

Algumas vítimas conseguiram deixar o estabelecimento e procuraram atendimento por conta própria. A polícia e várias ambulâncias foram mobilizadas rapidamente após o incidente, de acordo com o prefeito da cidade, Andy Fox.

Thousand Oaks é uma cidade nobre e tranquila. O prefeito afirmou à rede de TV CNN que a cidade é considerada “uma das mais seguras do país”. “A realidade é que esses tipos de incidentes podem acontecer em qualquer lugar, a qualquer momento, mesmo em comunidades consideradas extremamente seguras”, observou.

Suspeito

​O suspeito foi identificado como um ex-fuzileiro naval de 28 anos chamado Ian David Long. A polícia acredita que ele tenha se suicidado após atirar nos frequentadores do bar e disse que não sabe a motivação do crime, mas não há indícios de ligação com terrorismo. “Tivemos vários contatos com o sr. Long ao longo dos anos devido a eventos menores, como uma colisão de tráfego”, afirmou o xerife do condado de Ventura, Geoff Dean.

Ele disse, que em abril deste ano, Long foi encontrado agindo de forma agressiva e irracional em sua casa, mas uma equipe de saúde mental foi chamada e concluiu que ele não precisava ser mantido sob custódia.

 

Deixe seu comentário: