Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > A Argentina investiga se houve uma explosão no local onde o submarino desapareceu

A atriz italiana Gina Lollobrigida também diz ter sido vítima de agressões sexuais

Gina Lollobrigida atualmente e em 1956. (Foto: Reprodução)

A atriz italiana Gina Lollobrigida disse que foi vítima de agressões sexuais, mas considerou que é preciso ter coragem para denunciar no momento do fato, e não anos mais tarde.

“Parece-me que falar sobre isso agora é uma maneira de procurar publicidade”, declarou a antiga sex symbol de 90 anos quando perguntada sobre os escândalos sexuais que agitam a indústria cinematográfica durante um programa televisionado exibido na quarta-feira à noite.

“Você precisa ter coragem para denunciar os fatos no momento, mas mesmo eu não tive essa coragem, fiquei quieta, não disse nada”, acrescentou.

Ela explicou que duas vezes sofreu agressões sexuais “bastante sérias” de um estranho e de um italiano.

“A primeira vez, eu era inocente, não conhecia o amor, não conhecia nada. Então foi grave e a pessoa era muito conhecida. Eu tinha 19 anos, ainda estava na escola”, declarou a atriz nascida em 1927.

“A segunda vez, eu prefiro não falar”, acrescentou, revelando que foi após seu casamento em 1949 com o médico Milko Skofic, com quem teve um filho antes de se divorciar mais de 20 anos mais tarde.

“As agressões sexuais ficam em você e marcam seu caráter. É algo do qual você não consegue se livrar. Suas ações estão sempre sujeitas a essas memórias terríveis”, disse ela.

Um mês após as revelações sobre o produtor Harvey Weinstein, acusado por uma centena de atrizes e ex-colaboradoras de assédio, agressão sexual ou estupro, muitas vozes se elevaram e outros ídolos caíram.

Confira outros casos recentes:

Harvey Weinstein

Estopim para a avalanche de acusações em Hollywood, o então poderoso produtor de 65 é acusado de ter assediado e estuprado mulheres ao longo de três décadas. Vítimas famosas como Angelina Jolie, Ashley Judd e Gwyneth Paltrow, figuram na lista. Bob Weinstein, irmão de Harvey, também foi acusado de assédio.

James Toback

Mais de 30 mulheres teriam denunciado o diretor e roteirista de 72 anos de cometer assédio sexual. Autor da reportagem, Glenn Whipp disse ter sido contatado por 193 mulheres com acusações semelhantes contra Toback, autor do roteiro de filmes como “Bugsy” e “O Apostador”.

Roman Polanski

Após ter estuprado uma garota de 13 anos em 1977, o cineasta franco-polonês de 84 anos também é alvo de, pelo menos, outras quatro acusações contra mulheres menores de idade, entre elas a atriz Charlotte Lewis. Em Paris, uma retrospectiva de sua obra foi alvo de críticas por um grupo feminista.

Dustin Hoffman

Atualmente com 80 anos, o ator é acusado de ter assediado sexualmente a escritora Anna Graham Hunter, então com 17 anos, no set do telefilme “A Morte de um Caixeiro-Viajante”, em 1985. Ele teria falado de sexo para ela e a apalpado. Hoffman se desculpou e disse que aquilo não “reflete” quem ele é.

Brett Ratner

A atriz Natasha Henstridge diz ter sido forçada a fazer sexo oral nos anos 1990 com o diretor de “A Hora do Rush” e “X-Men: O Confronto Final”. Outras atrizes e modelos, como Olivia Munn e Jaime Ray Newman, também relatam casos semelhantes envolvendo ele. Rattner, 48, nega as acusações.

Ed Westwick

Acusado de estupro pela atriz Kristina Cohen, o ator Ed Westwick, conhecido por interpretar Chuck Bass na série “Gossip Girl”, negou inclusive conhecê-la. Cohen detalhou o caso em um post no seu perfil do Facebook. A agressão teria acontecido há três anos quando, na época, ela namorava com um produtor (que ela não identificou).

Deixe seu comentário: