Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Idosa de 80 anos é presa suspeita de matar o marido, de 84, a facadas em Mata, na Região Central do Estado

A atriz Vera Fischer fingiu ter uma doença ginecológica para fugir do assédio sexual nos bastidores da TV

A veterana artista de 66 anos garante que jamais cedeu ao famoso "teste do sofá". (Foto: Reprodução)

A atriz Vera Fischer, 66 anos, está de volta não apenas aos palcos e à TV, como também aos agitos do carnaval. De vestido longo e decorado da figurinista Marta Medeiros, ela foi um dos centros dos holofotes no tradicional baile do Copacabana Palace, que aconteceu no último sábado no Rio de Janeiro – um dia antes, a eterna musa brasileira também havia desfilado na escola de samba Estácio de Sá.

Em plena folia, ela falou ao apresentador Amaury Júnior sobre como fazia para lidar com tentativas de assédio sexual que sofria em seu passado na mídia, abordando um assunto sério e que tem estado na pauta da imprensa nos últimos tempos. “Muito se fala hoje em assédio sexual, essa coisa toda que tá rolando. E você foi vítima de assédio sexual, tempos atrás, não é mesmo”, indagou o comunicador.

“Sim, sim. Mas eu sou um touro. Alemã. Sempre soube dar uma ‘fugidinha’ e dar uma explicação que as pessoas ficavam: ‘Ah, não, então não. Não é bom isso que você tá falando’.Uma doença ginecológica, coisas assim. Aí, os caras fugiam de mim mas não me mandavam embora da novela”, revelou.

Em seguida, Vera complementou: “A gente tem criatividade, aí você se safa. Porque se você não fizer o que eles querem, eles te mandam embora. Eu não queria ser mandada embora, então fiquei inventando coisas.” Questionada sobre o “teste do sofá”, foi enfática: “Não teve isso pra mim. Mas eles tentaram.”

Carreira

Afastada da TV desde 2012, quando participou da novela “Salve Jorge”, na Rede Globo, Vera Fischer se prepara para a estreia em uma minissérie da emissora. O título não podia ser mais apropriado: “Assédio”. Ela também estrelará um programa que leva o seu nome, “Vera Fitness”, no canal por assinatura GNT.

“O primeiro episódio [da atração no GNT] é com a [jornalista] Glória Maria. Fomos fazer yoga, falamos sobre alimentação. É um programa de entrevistas, mas todo espontâneo, não tem roteiro”, contou, entusiasmada.

A nova rotina de trabalho, diz a artista, deve-se a uma nova fase em sua vida. “Eu agora estou mais feliz e me sinto mais animada. Estou sendo bem cuidada pelo meu empresário, Pedro Loureiro”.

Já o enredo da nova minissérie global, “Assédio”, que ainda não tem data de estreia definida, trata sobre o ex-médico Roger Abdelmassih, condenado a 181 anos de prisão por abusar sexualmente de pelo menos 37 pacientes. Vera aprova a discussão sobre o assunto e relembra seus tempos de Miss Brasil (1969).

“Eu interpreto a apresentadora Hebe Camargo, que era amiga do Roger Abdelmassih e se afastou dele depois das acusações. Acho que precisamos falar disso, sim. Eu não passei por essas coisas porque eu não deixava ninguém ficar perto de mim. Eu falava que estava menstruada, cada hora inventava uma doença”, lembra a atriz.

Deixe seu comentário: