Últimas Notícias > Colunistas > Investigação virtual

Um funcionário de uma companhia aérea roubou um avião nos Estados Unidos que caiu logo após a decolagem

Um funcionário de companhia aérea roubou o avião e decolou sem autorização. (Foto: Reprodução)

Um avião vazio roubado do aeroporto de Seattle, nos Estados Unidos, por um funcionário da companhia aérea Horizon Air, caiu em uma ilha próxima. O turboélice Q400 fabricado pela Bombardier decolou sem permissão e estava sem passageiros e outros tripulantes. A aeronave caiu e o piloto, de 29 anos, morreu.

Autoridades norte-americanas dizem que o homem havia feito uma decolagem não autorizada na noite de sexta-feira, forçando o aeroporto internacional Seattle-Tocoma a fechar.

Dois jatos militares F-15 perseguiram o avião roubado, que acabou caindo na ilha de Ketron, próxima ao aeroporto, pouco depois de ter decolado. Diversos vídeos nas redes sociais mostram a aeronave fazendo acrobacias e momentos da perseguição.

O chefe de polícia do condado de Pierce, Paul Pastor, responsável pela área, disse que o incidente “não foi um ato terrorista”.

Conforme o chefe de polícia, o caso parecia ser um “passeio que deu terrivelmente errado”, segundo o canal ABC7 News. “A maioria dos terroristas não faz loops sobre a água.”

John Waldron, uma das testemunhas, disse à CNN que viu o avião “dar um loop completo” antes de voar “praticamente na vertical”. “Ele conseguiu voltar à posição normal e depois foi em direção à ilha”, disse Waldron ao canal de televisão.

Diversas pessoas viram o incidente e postaram nas redes sociais filmagens da aeronave voando de maneira descontrolada.

‘Momento de serenidade’

Uma gravação da conversa do homem com os controladores de tráfego mostra que eles tentaram convencê-lo a pousar antes do avião cair na ilha, próximo a um prédio militar.

O jornal The Seattle Times diz que o homem soa “despreocupado e selvagem”. Na gravação é possível ouvir o homem começando a se preocupar sobre quanto combustível ele tinha online. Ele também sugere que conseguiria pousar a aeronave sozinho porque tinha jogado “alguns jogos de videogame”.

Na gravação o homem também fala sobre vários assuntos aleatórios, o que o jornal americano The New York Times descreveu como “um fluxo de consciência”.

O homem fala sobre a paisagem e a possibilidade de ir até as Olympic Mountains, no Estado de Washington. Discute a localização da orca que estava carregando um filho morto há dias. Se pergunta se consegue fazer uma acrobacia antes de pousar e “encerrar as atividades” e questiona se a companhia aérea lhe daria um emprego se ele conseguisse pousar o avião com sucesso.

Ele também afirma que esperava ter um “momento de serenidade” no ar, mas lamenta que as paisagens “passaram muito rápido”

“Tenho muitas pessoas que se importam comigo e vão ficar desapontadas ao ouvir que eu fiz isso”, diz o homem, segundo o relato do The New York Times. “Eu queria me desculpar com cada uma delas. Sou um cara quebrado, acho que tenho alguns parafusos soltos. Nunca soube de verdade até agora.”

Passageiros no aeroporto de Seattle-Tacoma, que foi fechado após o roubo do avião, estavam confusos sobre o que estava acontecendo.

Depois da queda, o aeroporto reabriu. Ainda não ficou claro como o funcionário conseguiu roubar a aeronave.

O presidente da Horizon Air, Constance Van Muehlen, disse que “os corações da companhia estão com as famílias do indivíduo a bordo do avião assim como com todos os empregados da Alaska Air e da Horizon Air”.

Deixe seu comentário: