Últimas Notícias > CAD1 > O presidente do Grêmio vai sugerir aos clubes que tiveram atletas convocados para a Seleção Brasileira o adiamento de rodadas do Brasileirão

Banco do Brasil tem novo Gerente de Mercado Agronegócio no RS

O novo gerente substitui João Paulo Comerlato, que após nove anos à frente do Mercado Agronegócio do BB no RS, foi conduzido ao cargo de Superintendente Regional de Pelotas, onde comandará uma rede de 43 agências de varejo distribuídas na região sul e centro-sul do Estado. (Foto: divulgação)

Esta semana,  Anderson Quevedo do Nascimento assumiu a como gerente responsável pela condução do Mercado Agronegócio do Banco do Brasil no Rio Grande do Sul. Natural de São Borja, onde iniciou sua carreira, Anderson é graduado em Contabilidade com especialização em Gestão Empresarial e MBA Executivo Internacional. Funcionário do BB há 18 anos, ele foi Gerente Geral em Itaqui, Alegrete e Santo Ângelo antes de se fixar em Porto Alegre, onde gerenciou agências voltadas ao atendimento para pessoas físicas e jurídicas.

O novo gerente substitui João Paulo Comerlato, que após nove anos à frente do Mercado Agronegócio do BB no RS, foi conduzido ao cargo de Superintendente Regional de Pelotas, onde comandará uma rede de 43 agências de varejo distribuídas na região sul e centro-sul do Estado.

Liderança do Agronegócio

A carteira ampliada de agronegócio do BB atingiu R$ 184,7 bilhões no primeiro trimestre deste ano, aumento de 2,6% ante R$ 180,1 do 1T17. O Banco mantém-se, historicamente, como o principal agente financeiro do agronegócio no país, contribuindo de forma expressiva para o suprimento da demanda de crédito do segmento. Conforme dados do Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR), o BB detém em março de 2018, 59% de participação nos financiamentos destinados ao setor.

No Rio Grande do Sul, o BB acompanha esse percentual de financiamentos ao agronegócio. O Estado representa 13,1% da carteira agro do BB, sendo uma das principais carteiras agro do país.

Além disso, o BB permanece na vanguarda e protagonismo no setor, oferecendo praticidade e agilidade nas contratações. Apenas em 2018, mais de R$ 1 bilhão de crédito foi contratado via mobile.

Deixe seu comentário: