Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Mega Sena deste sábado deve sortear prêmio de R$ 22 milhões

A bateria de um iPhone superaqueceu e fez com que 50 pessoas saíssem correndo de uma loja da Apple na Suíça

Superaquecimento da bateria de um iPhone fez clientes evacuarem loja em Zurique. (Foto: Reprodução)

Uma loja da Apple foi evacuada na manhã desta terça-feira (9), em Zurique, na Suíça, devido uma forte fumaça causada pelo superaquecimento de uma bateria de iPhone. Cinquenta pessoas que estavam na loja saíram às pressas, sete delas foram atendidas por paramédicos e um funcionário se machucou.

Técnico

A polícia local informou que o incidente aconteceu quando um funcionário tentava trocar uma bateria. O produto superaqueceu e queimou a mão do técnico. Especialistas ainda estão examinando o que causou o problema.

“A equipe respondeu bem e corretamente. Pulverizou areia de quartzo sobre a bateria superaquecida para que a fumaça pudesse ser contida e sugada depois de ligar a ventilação”, disse a polícia em um comunicado. A Apple não se pronunciou.

Crise

As baterias da Apple se tornaram o principal problema da companhia após a empresa confirmar que deixou aparelhos antigos mais lentos propositalmente, por meio de uma atualização. A medida foi tomada, segundo a Apple, para evitar que aparelhos com baterias desgastadas não desligassem repentinamente em caso de picos de processamento.

A empresa foi obrigada a disponibilizar baterias mais baratas para interessados por troca, mas ainda assim sofreu ações judiciais em diferentes países do mundo. São ao menos oito ações diferentes nos Estados Unidos relacionadas ao caso, mas também há processos em Israel e na França.

Um promotor francês chegou, inclusive, a iniciar uma investigação contra a Apple por supostamente enganar seus usuários, informou a agência de notícias Reuters. Em caráter preliminar, a apuração pode demorar alguns meses e pode ser arquivada ou encaminhada a um juiz para que a ação seja mais detalhada.

Brasil

Na semana passada, a Apple anunciou uma redução de 300 reais no preço da troca de baterias dos iPhones no Brasil. A medida é uma tentativa da empresa melhorar sua imagem após assumir publicamente que deixa seus smartphones lentos de propósito e sem avisar os usuários.

A substituição de baterias dos iPhones que estejam fora da garantia custava  450 reais. Após a redução, sairá por 150 reais. O corte no preço valerá até dezembro de 2018 para todos os aparelhos a partir do iPhone 6.

Desculpas

Na semana anterior, a Apple havia divulgado uma carta em que pedia desculpas pelo “jeito que lidou com a performance dos iPhones com baterias antigas”.

No mesmo documento, anunciava algumas medidas para contornar a situação. Uma delas era a redução dos preços para trocar a bateria dos smartphones. Só que os valores estavam em dólar. No dia seguinte, a empresa liberou preços em real. Outra medida prometida é uma atualização do iOS, a ser liberada no começo de 2018, que vai mostrar o estado da bateria do celular.

 

Deixe seu comentário: