Últimas Notícias > CAD1 > O time feminino do Grêmio é o novo campeão gaúcho da modalidade. Título foi conquistado com vitória sobre o Inter nos pênaltis

A bioenergia foi o tema do primeiro dia da Missão Gaúcha à Holanda

No primeiro dia da Missão Energias Renováveis e Biogás Países Baixos, a delegação brasileira apresentou programas e projetos em bioenergia no Rio Grande do Sul. (Foto: Reprodução)

No primeiro dia da Missão Energias Renováveis e Biogás Países Baixos, a delegação brasileira apresentou, nesta segunda-feira (12), programas e projetos em bioenergia no Rio Grande do Sul. O painel teve a participação da Fiergs (Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul) e do governo do Estado, por meio das secretarias de Minas e Energia (SME), do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) e do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect).

Para a secretária de Minas e Energia, Susana Kakuta, o evento foi uma oportunidade para trocar conhecimentos entre os dois países e conhecer o funcionamento da Agência Holandesa de Desenvolvimento. A secretária citou o caso da empresa Friesland Campina, uma cooperativa de produtores de agronegócio, que está investindo em biomassa.

“São projetos interessantes, com alta capacidade para serem replicados no Brasil. São sistemas em que grupos de produtores se unem, a partir do fomento de um banco público, mas também de uma empresa integradora e, a partir de tecnologia, começam a produzir biometano”. Susana explicou que o gás produzido pela cooperativa pode ser utilizado tanto na rede, quanto aproveitado na indústria de transformação. “Aprendemos e saímos convictos de que é possível fazer aqui no Estado”, explicou a secretária.

Na linha de bioenergia, um dos principais interesses do Estado é entender a gestão do biogás gerado nas propriedades rurais. Para a secretária da Sema, Ana Pellini, a missão tem um viés ambiental importante. “Estamos começando a ter problemas com os dejetos de suínos no RS, especialmente, que são jogados ao solo, contaminando não só o solo, mas os recursos hídricos. Aqui, estamos vendo alternativas que podem vir a beneficiar essa realidade, inclusive com ganhos para o produtor.”

Também integra a delegação gaúcha, liderada pelo presidente da Fiergs, Gilberto Porcello Petry, o secretário adjunto da Sdect, Evandro Fontana. A missão é organizada pela Fiergs, por meio do Centro Internacional de Negócios, e pelo Programa InvestRS, em parceria com o governo do Estado, através da SME, da Sema e da Sdect, com a Netherlands Business Support Office, com a Enterprise Europe Network e com a Embaixada do Brasil em Haia.

Tem por objetivo promover a atração de investimentos para o Estado no setor de energias renováveis, a partir da implantação de parques eólicos, geração fotovoltaica, aproveitamento da biomassa e produção de biogás. Além disso, visa a aproximar empresas e entidades gaúchas a potenciais parceiros no mercado holandês.

Nesta terça-feira (13), ocorre o Brazil Network Day, em Rotterdam, uma iniciativa da Embaixada do Brasil em Haia, que vai contar com duas sessões plenárias, reunindo palestrantes holandeses e brasileiros, a fim de promover discussões e estimular o desenvolvimento de networking entre os participantes.

Deixe seu comentário: