Últimas Notícias > | > Presidentes de Grêmio e Inter participam do programa Pampa Debates, da TV Pampa, nesta quarta

Bolivianos protestam contra suposta fraude nas eleições presidenciais

Entidade também denunciou como "grave" um decreto do governo interino de Jeanine Áñez que isenta de responsabilidades criminais a participação das Forças Armadas nas manifestações pelo país. (Foto: Reprodução/Twitter)

Milhares de pessoas foram às ruas de diversas cidades da Bolívia na noite de segunda-feira (21) e nesta terça-feira (22) para protestar contra um suposta fraude nas eleições presidenciais no país.

Uma apuração preliminar aponta que Evo Morales tem vantagem suficiente para garantir a sua reeleição ainda no primeiro turno. O Tribunal Eleitoral reconheceu a vitória de Evo.

Apoiadores do candidato Carlos Mesa ficaram revoltados. Há relatos de confrontos em cidades como Sucre, Oruro, Cochabamba e La Paz, entre outras.

A contagem preliminar, que havia sido interrompida na noite de domingo (21), foi retomada na segunda e apontou vantagem suficiente para garantir a vitória de Morales no primeiro turno. Conforme a apuração, a diferença entre Morales e Mesa era de 10,14 pontos percentuais.

Na Bolívia, um candidato pode ser declarado vencedor no primeiro turno se tiver 50% dos votos mais um ou se tiver 40%, com dez pontos de vantagem sobre o segundo colocado.