Últimas Notícias > Colunistas > Incra(encado)

Bolsonaro elogia atuação de Moro na Lava Jato e afirma: “Ele faz parte da história do Brasil”

Em maio, Bolsonaro estabeleceu prazo de dois meses para o secretário especial da Receita Federal atender a solicitações de parlamentares que contestam multas cobradas de entidades religiosas. (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

A expectativa pelo pronunciamento do presidente da República Jair Bolsonaro em relação ao vazamento de conversas sobre a Operação Lava Jato chegou ao fim. Após ter deixado entrevista ao ser questionado a respeito do tema, na última terça-feira (11), nesta quinta (13), Bolsonaro comentou a polêmica das mensagens que teriam sido trocadas pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, com o procurador Deltan Dallagnol.

Em conversa com jornalistas no Palácio do Planalto, o presidente declarou que “Moro faz parte da história do Brasil. Vazou [a conversa]? Se vazar meu aqui, tem muita brincadeira que faço com colegas que vão me chamar de novo de tudo aquilo que me chamavam durante a campanha. Houve uma invasão criminosa, se é que o que está sendo vazado é verdadeiro ou não”.

Bolsonaro ainda elogiou a atuação de Moro enquanto juiz da Operação Lava Jato. “O que ele fez não tem preço. Ele realmente botou para fora, mostrou as vísceras do poder, a promiscuidade do poder no tocante à corrupção”, ressaltou o presidente. Perguntado se considerava normal o conteúdo das conversas vazadas, ele rebateu: “Normal é conversa com doleiro, com bandidos, com corruptos, isso é normal? Nós temos nos unidos do lado de cá. Ninguém forjou provas nessa questão da condenação do Lula”.

As supostas conversas foram divulgadas no último dia 9, pelo site Intercept. A publicação afirma que houve uma “colaboração proibida” entre os envolvidos.