Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Nova fase da Operação Lava-Jato mira multinacional e bloqueia quase R$ 2 bilhões dos investigados

Bomba da Segunda Guerra Mundial paralisou o centro de Berlim

Operação para desarmar artefato gerou transtornos nos arredores da estação central da capital alemã. (Foto: Reprodução)

Uma bomba da Segunda Guerra Mundial encontrada por trabalhadores de uma construção no coração de Berlim provocou caos na movimentada região em torno da estação central da cidade na sexta-feira (20). O artefato de 500 kg foi encontrado por um operador de escavadeira. A operação para desativá-lo gerou uma série de transtornos de grande proporções para os moradores e cerca de dez mil passageiros, que tiveram suas viagens canceladas.

A estação central foi evacuada, paralisando o tráfego ferroviário numa importante intersecção de várias linhas. Os trens urbanos também tiveram a circulação interrompida na área. A Deutsche Bahn, empresa que opera o serviço ferroviário na Alemanha, informou que as passagens para viagens de longa distância reservadas para sexta-feira poderão ser reembolsadas ou utilizadas gratuitamente pelos passageiros até o dia seguinte.

Não é raro que em diversas partes do país ainda sejam encontradas bombas da Segunda Guerra durante escavações, geralmente em locais de construção. Mas, mesmo em uma cidade como Berlim, que foi intensamente castigada pelos bombardeios aliados durante o conflito, os transtornos causados na sexta-feira são algo fora do normal.

“Jamais tivemos uma situação em dimensões como essa”, afirmou Friedemann Kessler, responsável da Deutsche Bahn pela estação central, por onde passam diariamente cerca de 300 mil pessoas. A operação para desarmar a bomba exigiu a evacuação de ruas e edifícios em um raio de quase um quilômetro em torno do local. Cerca de 10 mil pessoas tiveram que deixar suas casas por motivos de segurança.

Entre os locais evacuados estavam edifícios de agências do governo, um hospital das Forças Armadas, as sedes dos ministérios da Economia e dos Transportes, asilos de idosos, várias empresas e as embaixadas da Indonésia e do Uzbequistão.

A bomba de 500 kg foi descoberta na noite de terça-feira (17) na rua Heidestrasse, ao norte de estação central. O artefato não representava perigo iminente e se encontrava em condições seguras, segundo as autoridades.

Várias bombas encontradas nos últimos anos

Durante a Segunda Guerra Mundial, Berlim foi alvo de cerca de 380 bombardeios até 1945. Aviões ingleses, americanos e russos despejaram mais de 45 mil toneladas de explosivos na cidade. As autoridades locais calculam que em torno de 3 mil bombas, granadas e restos de munição ainda estejam enterradas na cidade.

A maior operação de para o desarmamento de uma bomba da Segunda Guerra na Alemanha ocorreu em Frankfurt, em setembro do ano passado, quando 60 mil pessoas – cerca de 8% da população da cidade – tiveram de ser evacuadas.

Em maio de 2017, 50 mil pessoas foram obrigadas a deixar suas casas em Hannover para que os especialistas desativassem ao menos cinco bombas encontradas numa obra. Na cidade de Dusseldorf, também em maio do ano passado, a descoberta de uma bomba de cinco toneladas levou à retirada de 8 mil moradores.

Na capital alemã, as últimas descobertas de bombas da Segunda Guerra ocorreram em novembro de 2016 – quando a operação de desarmamento de um artefato de 250 kg forçou a evacuação de 500 pessoas no bairro de Zehlendorf – e em outubro de 2015, levando à retirada de 11 mil pessoas no bairro de Kreuzberg.