Últimas Notícias > Capa – Você viu > Loja de brinquedos em São Leopoldo oferece 120 vagas de emprego

A BR Distribuidora lança a fase de testes do Cartão Caminhoneiro na próxima segunda-feira

"Cartão do Caminhoneiro" é voltado principalmente a motoristas de carga autônomos. (Foto: Agência Petrobras)

A BR Distribuidora informa que iniciará na próxima segunda-feira, (20), a fase de testes da solução de pagamento denominada “Cartão do Caminhoneiro Petrobras”, que segundo a empresa, visa a dar mais segurança, facilidade e garantia para o caminhoneiro autônomo em relação às oscilações do preço do diesel.

Segundo a empresa, o “Cartão do Caminhoneiro” é voltado principalmente a motoristas de carga autônomos, mas também será disponibilizado para transportadores e embarcadores. A solução funcionará como cartão pré-pago na compra de diesel, em postos com a bandeira Petrobras.

“Durante o período de testes, os caminhoneiros já poderão realizar um pré-cadastramento pelo site. Após o lançamento definitivo, o cadastro poderá ser feito também via aplicativo, call center ou presencialmente, em locais a serem divulgados”, informa a empresa.

Como funciona

A Br Distribuidora explica que feito o cadastro, o caminhoneiro poderá transferir valores para seu cartão e fazer a conversão dos valores para litros de óleo diesel, que podem ser utilizados em até 30 dias na Rede de Postos Petrobras credenciada. O “Cartão do Caminhoneiro Petrobras” também é uma conta digital, permitindo que as transações sejam realizadas sem a presença do cartão físico, por meio do site e do aplicativo.

Os valores em reais para conversão em litros de diesel estarão disponíveis no site, no aplicativo e nos postos credenciados. O crédito em litros de diesel também pode ser revertido a qualquer tempo para reais, dentro dos 30 dias, descontando-se uma taxa cujo valor será previamente informado para os usuários.

A BR informa que conta com a parceria da empresa CTF Technologies no desenvolvimento do produto. Na fase inicial de testes, o cartão estará disponível em alguns postos Petrobras da Rede Siga Bem, nos Estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, e cerca de 100 caminhoneiros serão os primeiros a experimentar o produto. Segundo a empresa, tão logo seja concluída a fase de testes de forma positiva, a BR irá lançar o produto em larga escala.

Resultados

Em resultado divulgado no início do mês ao mercado, a Petrobras Distribuidora registrou um lucro líquido de R$ 477 milhões no primeiro trimestre de 2019, alta de 93% sobre o mesmo período de 2018.

A margem EBITDA ajustada atingiu R$ 86/m3 (ou R$ 841 milhões), alta de 12,5% em relação à registrada em 1T18 de R$ 76/m3 (ou R$ 773 milhões), refletindo o empenho da companhia na busca pela melhoria na performance em seus negócios.

Já em relação ao lucro bruto, observaram-se acréscimos de 4,8% e 5,7% na comparação com o 1T18 e 4T18, respectivamente, em decorrência de maiores margens médias de comercialização, destacando a estratégia adotada pela companhia com maior foco na rentabilidade.

A companhia apresentou neste trimestre receita líquida de R$ 22,432 bilhões, em linha com o 1T18 e 11,1% abaixo na comparação com o 4T18. Essa variação em relação ao 4T18 é explicada pela redução no volume de vendas (diesel e ciclo otto).

O endividamento bruto consolidado da BR alcançou no 1T19 o montante de R$ 6.375 milhões. Na comparação com o 1T18 a dívida bruta aumentou em 36,5% em razão principalmente do efeito do IFRS 16, com um reconhecimento de passivos, no trimestre, de R$ 875 milhões. Encerramos o 1T19 com dívida líquida de R$ 2.376 milhões. Na comparação com 1T18, a dívida líquida foi 30,5% inferior, devido principalmente a grande geração de caixa livre no ano e aos recebimentos relacionados aos instrumentos de confissão de dívidas firmados com as subsidiárias da Eletrobras

Deixe seu comentário: