Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Saída de Lula da prisão reacende brigas familiares adormecidas após as eleições

Brasil e Argentina pretendem incrementar o setor de turismo

As Cataratas do Iguaçu são um destino turístico dividido por Brasil, Argentina e Paraguai. (Foto: Joel Rocha/ Governo do Paraná)
Por Agência Brasil

O secretário Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann, defendeu a urgente revisão do acordo entre o Brasil e Argentina, que limita a quantidade de voos entre os dois países, como forma de incrementar o setor de turismo.

Segundo o secretário, o acordo, de 1948, está ultrapassado e limita a quantidade de voos entre os dois países a 133 frequências semanais mistas e sete exclusivamente cargueiras.

Para Glanzmann, esse limite já está saturado e há a necessidade de ser revisto com a autorização, para a realização de operações não regulares, com base na reciprocidade entre os dois países.

Além de compartilharem um importante destino turístico como as Cataratas do Iguaçu, na região de tríplice fronteira, Argentina e Brasil dividem a maior fatia do mercado de turismo de lazer da América do Sul.

Enquanto os argentinos representam 40% dos turistas estrangeiros que chegam ao Brasil, 30% das visitas internacionais ao país vizinho são de brasileiros.