Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Bolsonaro é a favor de maconha medicinal, mas “não admite” plantio e consumo, diz porta-voz

Brasileira descobre anúncio com seu rosto na Hungria

Brasileira comentou uso de sua foto na capa da página da Ópera no Facebook. (Foto: Reprodução/Facebook)

Em meio às propagandas no metrô de Budapeste, na Hungria, o rosto familiar de uma jovem ruiva chamou a atenção de uma turista brasileira, que reconheceu uma amiga sua, moradora de São Paulo. Imediatamente, tirou fotos da publicidade e as enviou por mensagem para o Brasil. A pessoa que aparece no anúncio é Elif Ozer, de 23 anos, de origem turca.

Elif estudava para a segunda fase da prova da OAB, na terça-feira, quando recebeu a mensagem e inicialmente não acreditou quando a amiga contou que tinha visto uma foto sua no metrô da capital húngara. A estudante levou um susto assim que bateu os olhos nas imagens.

A foto está no Facebook de forma pública, mas ela não sabe como a agência a descobriu. Elif disse ter ficado surpresa com isso e que já está tomando as medidas legais para entrar num acordo.

“Eu estou chocada até agora com essa história. Em Budapeste! A maior coincidência foi a minha amiga ter visto. Ela tava viajando, aí no metrô se deparou com isso e até filmou pra ter certeza, tadinha”, relatou Elif, em meio a risadas.

Impressionada com o ocorrido, a jovem relatou essa história em um grupo no Facebook na quarta-feira e viralizou, alcançando, até o momento, 5,8 mil curtidas e 1,5 mil comentários.

“Primeiro, antes de ela enviar a foto, eu não botei fé. Falei: ‘Gente, qual a chance da minha foto estar em Budapeste num metrô?’. Quando (a foto) chegou eu quase enfartei. É uma história engraçada até, mas tambem é um tanto assustadora. O mais bizarro é que ainda editaram a foto.”

A edição a que Elif se refere é principalmente a que foi feita no brinco dela, que foi apagado e trocado por um crucifixo, provavelmente, para a imagem estar mais de acordo com o enredo do balé, Laurencia, encenado pela Ópera Estatal Húngara.

Além do metrô, a imagem de Elif aparece em várias seções do site da instituição. A mesma foto, aliás, ilustra a capa da página da Ópera no Facebook. E não havia sido retirada até esta quinta-feira.

Os próximos passos, segundo Elif, são tomar as devidas medidas legais para entrar num acordo com a Ópera Estatal Húngara, que vem usando sua imagem para divulgar um espetáculo do qual ela não fazia a menor ideia.

“Eu e um amigo advogado vamos tentar um acordo (com a agência de publicidade) para não entrar com processo. A gente está em contato com o consulado e uma agência de arbitragem. Se não, vamos apresentar a demanda mesmo, porque a foto foi divulgada em muitas mídias”, contou.

Outra jovem brasileira viu que lojas asiáticas vendiam camisetas com sua foto

A surpresa pela qual passou Elif não é inédita no país. A jovem Driely Meanda, que tem 410 mil seguidores no Instagram, descobriu, em julho do ano passado, que lojas asiáticas estavam comercializando camisetas com seu rosto.

Deixe seu comentário: