Últimas Notícias > Capa – Coluna Direita > Congresso de Radiodifusão reúne especialistas no assunto durante três dias de evento, em Curitiba

Cai número de empresas e organizações ativas no país

(Reprodução/Pixabay)

Segundo os dados divulgados nesta quarta-feira (26), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de empresas e outras organizações formais ativas no país chegou a 5 milhões em 2017, apresentando queda de 0,4% em comparação a 2016. Já o número total de pessoas ocupadas, cresceu 1%, o que significou 528,1 mil pessoas a mais do que o ano anterior, totalizando 51,9 milhões.

O número de pessoas assalariadas evoluiu também, somando 1,2% (550,7 mil pessoas), com total de 45,1 milhões de pessoas no ano de 2017. As organizações formais ativas incluem administração pública e entidades sem fins lucrativos. Os sócios e proprietários, que somavam 6,9 milhões de pessoas em 31 de dezembro de 2017, tiveram o número reduzido em 0,3%, em relação ao ano anterior. Conforme a analista da pesquisa, do Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre), Denise Guichard Freire, o aumento observado no pessoal ocupado total e no pessoal ocupado assalariado reverteu a tendência de queda ocorrida nos dois anos anteriores.

A sondagem mostra que, de 2016 para 2017, tanto o total de salários e outras remunerações quanto o salário médio mensal subiram, respectivamente, 2,4%, e 4,9%, em termos reais, isto é, descontada a inflação do período. Os salários e outras remunerações pagos em 2017 atingiram quase R$ 1,7 trilhão, e o salário médio mensal ficou em R$ 2.848,77, o equivalente a três salários mínimos.

Deixe seu comentário: