Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Operação nacional contra o tráfico de drogas dentro e fora das escolas tem mais de 450 detidos

Calorão antecede uma mudança no tempo no Rio Grande do Sul

O sábado foi de calor intenso em Porto Alegre. (Foto: Arquivo/Joel Vargas/PMPA)

Uma grande massa de ar seco está cobrindo quase todo o Sul do Brasil e vem garantindo dias de bastante sol em praticamente todo o Estado. Desde a sexta-feira, os ventos quentes do quadrante norte se intensificaram no Rio Grande do Sul e as tardes tem sido marcadas por temperatura elevada em muitas regiões gaúchas, inclusive na Grande Porto Alegre, cujos termômetros passaram dos 32°C neste sábado.

Conforme o Climatempo, a previsão é que neste domingo o tempo ainda permaneça aberto com sol forte e muito calor em todas as regiões do Estado. No período da tarde o calor será intenso, com temperatura máxima prevista de até 35°C para Porto Alegre e também em muitas cidades do Centro-oeste e Noroeste gaúchos.

Este forte aquecimento também é associado à proximidade de uma frente fria – aquecimento pré-frontal – que já começará a mudar o tempo no Sul e no Oeste gaúcho a partir do fim da tarde deste domingo. São esperadas pancadas de chuva, de moderada a forte intensidade acompanhada de raios e ventania nas áreas que fazem fronteira com o Uruguai e com a Argentina.

Tempo na segunda-feira

De acordo com a previsão do tempo, na segunda-feira a frente avançará um pouco mais em direção ao Litoral gaúcho, favorecendo o aumento da nebulosidade no Estado. No entanto, o sol ainda aparece, a temperatura continua elevada em muitas regiões do Rio Grande do Sul e a chuva ainda fica bloqueada nas regiões da Campanha e da Fronteira Oeste.

Em Santa Catarina e no Paraná o ar seco predominará e a previsão também é de sol forte e temperatura elevada à tarde, inclusive nas capitais.

Plantio de verão

O tempo seco tem garantido no Estado a semeadura das culturas de verão. Além disso, o clima do período também tem sido favorável ao desenvolvimento das pastagens e das lavouras para ensilagem.

A soja teve a semeadura intensificada, atingindo em torno de 19% da área prevista de 5,89 milhões de hectares. Nas regiões Celeiro, Alto Jacuí e Noroeste Colonial, a alta umidade no solo ainda impede avanço da semeadura da cultura.

De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado pela Emater/RS-Ascar, nas demais regiões, as áreas implantadas apresentam bom stand de plantas e padrão de lavouras, aspectos favorecidos pelas condições climáticas.

A maioria das lavouras é conduzida com alto nível tecnológico e com bom manejo dos insumos agrícolas; portanto, se o clima for favorável, a safra poderá ser de alta produtividade.

Deixe seu comentário: