Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Nova fase da Operação Lava-Jato mira multinacional e bloqueia quase R$ 2 bilhões dos investigados

Suposta bomba no IFSul-Pelotas era pasta com livros, diz Polícia Federal

Policiais do Grupo de Bombas e Explosivos (GBE) da Polícia Federal foram acionados para retirarem o artefato. (Divulgação PF)

Uma das unidades do Instituto Federal Sul-riograndense (IFSul), no centro da cidade de Pelotas, suspendeu as atividades no turno da tarde, após ser encontrado um material suspeito no prédio central. A Polícia Federal e seu Grupo de Bombas e Explosivos (GBE) foram acionados. Porém, para a surpesa de todos, o artefato não passava de uma pasta com livros, conforme a PF.

De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, apenas os responsáveis pelo setor da portaria permaneceram no prédio durante o dia. Em decorrência dos Jogos Intercursos, competição realizada uma vez por ano pelos estudantes, não estavam ocorrendo aulas no campus Pelotas.

A reitoria publicou uma nota de esclarecimento em seu portal, onde garantiu atualizar as informações.

Esclarecimento à comunidade do IFSul – câmpus Pelotas,

Por orientação da Polícia Federal e Brigada Militar, a fim de realizar operação de segurança nas dependências do câmpus Pelotas, a direção-geral determinou a suspensão das atividades no dia de hoje (6), a partir das 13 horas.

Novas informações serão divulgadas oportunamente, através do site do câmpus.