Últimas Notícias > Capa – Coluna Direita > Congresso de Radiodifusão reúne especialistas no assunto durante três dias de evento, em Curitiba

Carnaval aumenta busca de babás de pets e profissionais usam tecnologia para encontrar clientes

Cuidadores dos animais fazem página na internet e se associam a aplicativo para divulgar trabalho. Foto: Reprodução)

Muitos foliões querem aproveitar o carnaval, mas ficam preocupados com o bem-estar de seus animais de estimação. Nessa hora, entram os “babás” de pets, que aproveitam este época do ano para ganhar uma grana extra e contam com a tecnologia para conseguir clientes. Em São Paulo, por exemplo, cuidadores de animais abriram páginas na internet e se associaram a aplicativos para se diferenciar no mercado.

O serviço oferecido se molda ao perfil do cliente. É possível escolher entre levar o animal para a casa de um cuidador anfitrião ou deixa-lo em seu próprio ambiente para aguardar as visitas do babá.

Em ambos os casos, os profissionais alimentam, dão medicamentos e brincam com os pets e limpam o local.

Os preços variam de acordo com as atividades e, segundo os cuidadores ouvidos, as diárias variam de R$ 40 a R$ 100.

Página na internet

A estudante de biologia Talita Pereira Soares, de 25 anos, tornou-se babá há um ano e criou uma página na internet para ter mais credibilidade. Com isso ficou conhecida na cidade, principalmente entre os universitários.

Ela possui curso de auxiliar de veterinário e sempre se interessou por animais, mas tinha medo de começar por receio de atender cachorros. Com apoio do namorado decidiu procurar clientes e já atendeu 23 casas e além de cães cuidou de gatos, coelhos e calopsitas.

Uma das clientes, é a universitária Luiza da Costa Candal Moreira, de 25 anos, que nas férias recorreu aos serviços de Talita para cuidar dos gatos Nina e Sebastian que ficaram em casa.

Aplicativo

Ao contrário de Talita que mora em um apartamento, o casal Marília Cavicchio Rossetti e Rafael Furlan Rossetti vivem numa casa com quintal espaçoso para o seu golden retriever Bono brincar.

Por isso não tiveram dúvidas ao conhecer o DogHero, um aplicativo que conecta tutores de cães a anfitriões que hospedam pets em casa e se tornaram um dos 60 anfitriões cadastrados em São Carlos e que atendem mais de 1,6 mil cachorros.

O casal atende pelo aplicativo desde 2016. Neste carnaval estão hospedando a buldogue inglesa Brahma, o schnauzer Sócrates, o yorkshire Joshue e a vira-lata Aima.

Para eles, ser anfitrião pelo aplicativo facilita o processo, porque são os clientes que chegam até eles. Além disso, há a garantia veterinária que cobre despesas com exames e medicamentos durante a estadia.

O casal, que adora animais, não muda a rotina com outros cães em casa e ainda conta com uma dose extra de carinho.

Viagem x trabalho

Ser babá de animais exige alguns sacrifícios. Como a época de maior demanda são os feriados e férias, quem se dispõe ao serviço precisa abrir mão de viagens nestas épocas.

A Talita se programa e oferece os serviços apenas nas épocas em que não tem planos.

“Eu me organizo antes. No carnaval, nas férias que eu não vou viajar, eu disponibilizo o meu trabalho. Porque se, por acaso, eu acabar aceitando e eu for viajar, teve vezes que a data de eu cuidar dos animais mudou, ia ser três dias e a pessoa tem um problema e aumenta dois dias, se eu ia viajar não tem como.”

Deixe seu comentário: