Últimas Notícias > Notícias > Brasil > A Justiça prorrogou o segundo inquérito que investiga o ataque a faca contra Bolsonaro

Caso Marielle

Uma análise detalhada feita pelos policiais da Divisão de Homicídios de conversas trocadas por um aplicativo de celular entre Ruy Ribeiro Bastos, o ex-PM Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando de Curicica, e outros milicianos, é mais uma pista para tentar chegar aos responsáveis pelo assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e seu motorista Anderson Gomes, ocorrido há seis meses.

Deixe seu comentário: