Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > Um terço do lixo tem destinação inadequada na América Latina e Caribe

Clínica geriátrica que promete ser referência na América Latina abre suas portas em Porto Alegre. O empreendimento é vanguarda no atendimento aos idosos

A primeira unidade tem data prevista para início de funcionamento no dia 15 de novembro. Localizado na Avenida das Indústrias (1290), o Residencial terá mais de 220 leitos e gerará mais de 50 empregos diretos. (Foto: Reprodução)

A Zona Norte de Porto Alegre se prepara para receber um empreendimento que estará na vanguarda do atendimento aos idosos. O Luka Residencial Sênior promete ser a maior clínica geriátrica privada da América Latina. Com investimento inicial de R$ 2 milhões, o Residencial será lançado em três fases. A primeira unidade tem data prevista para início de funcionamento no dia 15 de novembro. Localizado na Avenida das Indústrias (1290), o Residencial terá mais de 220 leitos e gerará mais de 50 empregos diretos.

Para Josiane de Almeida, assistente social responsável pelos serviços do empreendimento, o Residencial é o primeiro passo em direção a um mercado que promete crescer cada vez mais nos próximos anos. “A pirâmide social mudou. O número de idosos cresce cada vez mais na nossa sociedade. Se aliarmos isso ao fato dos núcleos familiares serem cada vez menores, precisamos olhar com atenção para as necessidades desta faixa social”, explica Almeida.


A construção terá mais de 1.800 m² e uma estrutura que remeterá aos anos 1960. Todos os ambientes remeterão essa década de ouro, mas será o restaurante o grande destaque em matéria de decoração e memória afetiva da época. O Residencial contará também com ambientes de convívio temáticos e integradores, como o jardim de flores e as hortas que ficarão à disposição dos moradores.


O Residencial disponibilizará também atendimento especializado ao Grau 3, termo que descreve idosos com dependência e que requerem assistência em todas as atividades cotidianas. Segundo Almeida, o foco serão as pessoas. “De uma maneira simples queremos dar toda atenção e cuidado a esse público que, na sua mais variada forma, nos antecedeu e nos trouxe até aqui como sociedade”, conclui.

O empreendimento é liderado por Tassia Almeida, uma profunda conhecedora do drama que estas pessoas vivem e das dificuldades em encontrar cuidados e um ambiente de convívio saudável e representativo. A partir disso, Tassia optou pelo investimento em uma estrutura que atendesse todas essas demandas. “Sei pelo que essas pessoas passam. Em um mundo onde cada vez mais o mercado se torna protagonista na conscientização social, optamos por atuar com força na desconstrução de preconceitos e no esclarecimento da relevância de se dar atenção devida a estas pessoas”, esclarece a empresária.

 

 

 

Deixe seu comentário: