Últimas Notícias > Notícias > Brasil > O que muda em Porto Alegre com o feriado de Corpus Christi?

Bolsonaro e Trump realizam coletiva de imprensa na Casa Branca

Coletiva de Imprensa. (Imagem: reprodução internet)

Os presidentes brasileiro, Jair Bolsonaro, e americano, Donald Trump, realizaram uma entrevista coletiva de vinte minutos hoje (19), no pátio da Casa Branca.

Trump deu início ao pronunciamento à imprensa, afirmando que apoia a entrada do Brasil no Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Para ele, uma aliança entre os países só tem a somar para a economia de ambos, já que, como declarou: “Pensamos muito parecido”, referindo-se a ele e Bolsonaro. Também resgatou a história dos países, ao lembrar que os Estados Unidos foram o primeiro país a apoiar a independência do Brasil. Além disso, Trump reconheceu o poder militar brasileiro, afirmando que “o Brasil tem sido um líder extraordinário para ajudar o povo da Venezuela. Junto com EUA, o Brasil foi um dos primeiros a reconhecer Juan Guaidó como mandatário”.

A visita está entre os assuntos mais comentados no Twitter, rede social muito utilizada por ambos. Entre as principais hashtags estão: “#BolsonaroEnvergonhaoBrasil”, “#TrumpeBolsonaro”, “#OTrump” e “#BolsonaroOrgulhodoBrasil”. Explicamos essas hashtags aqui.

Donald Trump também elogiou a campanha de Bolsonaro à Presidência da República: “umas das campanhas mais impressionantes dos últimos tempos”. O presidente americano comentou sobre a semelhança com os métodos utilizados por ele na candidatura ao governo dos Estados Unidos: “lembrou a minha”. Além disso, Trump identificou uma proximidade entre o Brasil e os Estados Unidos, afirmando que “nunca estiveram tão próximos quanto estão agora” e pretende aumentar a comercialização de produtos brasileiros no país, que, segundo ele, “são ótimos”. Do outro lado, Bolsonaro garantiu que as propostas e medidas trarão muitos benefícios para ambos os povos, que têm muito a contribuir um com o outro. “Ele quer uma América grande e eu quero um Brasil grande”, disse o presidente.

Deixe seu comentário: