Últimas Notícias > Colunistas > Bolsonaro deverá sancionar Lei da posse de arma em propriedade rural

Com medo de ser assaltado, ganhador de loteria na Jamaica usa máscara do “Pânico” ao retirar o prêmio

Homem demorou 54 dias para retirar o prêmio de R$ 4,3 milhões. (Foto: Reprodução)

Para evitar assaltos ou sequestros, um homem vencedor de uma loteria na Jamaica resolveu receber o prêmio usando uma máscara do personagem do filme “Pânico”. Ele ganhou 158 milhões de dólares jamaicanos (R$ 4,3 milhões).

Identificado apenas como A. Campbell, o ganhador demorou 54 dias para retirar o cheque, segundo divulgou a empresa Supreme Ventures, que opera a loteria no país.

Ao site Jamaica Star, Campbell disse que ficou doente após vencer a loteria, em novembro, e só conseguiu receber o prêmio em 5 de fevereiro, quando afirmou que já se sentia melhor.

O vencedor contou, ainda, que pretende comprar uma nova casa para morar. “Eu tenho um pequeno negócio e planejo fazê-lo maior, comprar um apartamento. Eu amo ter dinheiro “, disse.

Outros ganhadores da loteria na Jamaica passaram a buscar o prêmio usando máscaras para evitar que sejam identificados e assaltados. No ano passado, uma mulher usou uma máscara de emoji sorrindo e piscando.

Mega-Sena

No Brasil, o dono de uma aposta simples realizada em São Sebastião, no litoral de São Paulo, tinha até o dia 30 de novembro passado para se apresentar na Caixa Econômica Federal e receber o dinheiro que ganhou no concurso 2.074 da Mega-Sena. Mas, por força do azar, o agora ex-sortudo perdeu o prazo e a fortuna.

O sorteio foi realizado em Santa Catarina no dia 1º de setembro, sendo que o vencedor tinha 90 dias a partir da data para fazer o recebimento. O caso virou o assunto da cidade no litoral paulista, com todos tentando descobrir quem havia acertado as seis dezenas.

O dinheiro que não foi resgatado foi repassado ao Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), com um valor adicional, por conta do imposto de renda. Em apenas cinco meses, de janeiro a maio do ano passado, R$ 128 milhões foram doados ao fundo estudantil, sendo que todo o dinheiro foi resultado de loterias prescritas.

O vencedor misterioso fez uma aposta simples no valor R$ 3,50 na lotérica “A Milionária”, no Centro da cidade. A casa lotérica chegou a estender uma faixa no local para que o ganhador lembrasse de retirar o dinheiro. De acordo com o dono da lotérica, José Carlos de Morais, esse foi o maior prêmio que o local já teve e há várias possibilidades que podem explicar os motivos da ausência – desde desatenção do ganhador ao conferir os números, quanto o descarte do bilhete antes do sorteio ter sido realizado.

Além da aposta em São Sebastião, houve também um vencedor em Passos (MG), que acertou as dezenas sorteadas naquele concurso (08, 18, 23, 37, 42 e 58). O sortudo de Minas se identificou e retirou o prêmio. Segundo a Caixa, a probabilidade de um apostador fazer um jogo simples, com seis dezenas, e acertar os números é de 1 em 50 milhões.

Deixe seu comentário: