Últimas Notícias > CAD1 > Meia do Grêmio, Jean Pyerre, diz que time entende cobranças e crê em foco para buscar a recuperação no Brasileirão

Polícia realiza buscas pelos criminosos responsáveis pela morte de policial em Porto Xavier

Corpo é encontrado próximo a cerco. (Foto: Reprodução/ Jac Cidades Costeiras)

Durante toda esta quinta-feira (25), forças de segurança da Brigada Militar realizam buscas para capturar os cinco criminosos responsáveis pela morte de um brigadiano após o assalto à banco em Porto Xavier, no início da tarde desta quarta-feira (24). O policial foi morto em uma troca de tiros na madrugada desta quinta-feira (25) durante as buscas pelos criminosos.

Os moradores relataram que eles estavam todos encapuzados e com armamentos pesados. Os indivíduos dispararam contra a população com metralhadoras, fuzis, espingardas, pistolas e utilizaram uma marreta para quebrar a porta da agência.

Em frente ao local, milhares de balas das armas ficaram espalhadas e caídas pelas ruas. Além disso, moradores e vítimas estão no local prestando depoimentos. Quatro bancários foram levados como reféns, até a saída da cidade, onde foram abandonados. Uma das vítimas depôs relatando que os carros utilizados no crime eram um Sandero e um Pálio, sendo que, após liberarem os quatro, todos os criminosos entraram no Sandero de cor bordô, e seguiram viagem. O mesmo homem relatou que os indivíduos tinham sotaque catarinense, que ele reconheceu por já ter morado em Santa Catarina. Ele também disse que os bandidos aparentavam não ter experiência, por, um deles, quase ter atingido o próprio carro com um tiro.

Por volta das 3h40, os indivíduos tentaram sair da mata em que estavam escondidos e houve confronto com os policiais. Um disparo atravessou o colete do soldado Fabiano Heck Lunkes, que não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo. A orientação da Brigada Militar é de que os moradores das redondezas da Linha 1° de Março, onde os criminosos se esconderam, não se exponham desnecessariamente.

Deixe seu comentário: