Últimas Notícias > Atividades Empresariais > Cláudia Aragón ministra curso “Limpando Texto” na ESPM

Com novo contrato, Messi terá uma renda anual superior a 400 milhões de reais

O jornal francês ainda ressalta que o contrato prevê outros prêmios com base em metas atingidas. (Foto: Reprodução)

O novo contrato de Lionel Messi com o Barcelona, assinado em novembro do ano passado, lhe rende ganhos de mais de  104 milhões de euros (403 milhões de reais) brutos por ano, segundo revelou o jornal francês Mediapart nessa sexta-feira. O veículo se baseia em documentos obtidos pelo obtidos pelo “Football Leaks”. Tal valor é o maior da história do futebol e representa mais do que o dobro recebido por Cristiano Ronaldo, no Real Madrid, e Neymar, no PSG.

O “Fottball Leaks” é um site que tem vazado vários contratos e documentos ligados aos grandes clubes e personagens do futebol. Também nesta sexta, o grupo revelou que o Real Madrid tentou, em 2013, contratar o próprio Messi por quase R$ 1 bilhão.

O novo vínculo de Messi com o Barça vai até junho de 2021. Segundo os documentos do “Football Leaks”, o argentino tem ganhos fixos de  71 milhões de euros (R$ 275 milhões) por ano, que incluem 15% de direitos de imagem. Para passar da casa dos 100 milhões, incluem-se bônus pela renovação, 63,5 milhões  de euros (R$ 246 mihões) e um bônus de lealdade, que irá cobrar se permanecer no clube durante todo o período do contrato e, segundo divulgou o “Mediapart”, supera os  70 milhões de euros (R$ 271 milhões).

As bonificações são pagas durante todos os quatro anos do vínculo do argentino com o Barcelona, que representariam  15,8 milhões de euros (R$ 61 milhões) por ano, referentes ao prêmio pela renovação, mais  17,5 milhões de euros (R$ 68 milhões) anuais correspondentes ao bônus por lealdade. Os dois valores, somados aos  71 milhões de euros fixos, resultam nos 104 milhões de euros (R$ 403 milhões) por ano.

O jornal francês ainda ressalta que o contrato prevê outros prêmios com base em metas atingidas. Uma delas prevê um ganho de  1,9 milhão de euros (R$ 7,3 milhões), caso Messi jogue pelo menos 60% das partidas do Barcelona no ano. O título da Liga dos Campeões dá ao argentino mais  12 milhões de euros (R$ 46,5 milhões). Portanto, se conquistar todos os objetivos, o camisa 10 poderá embolsar, por ano, até  122 milhões de euros (R$ 473 milhões).

Messi no Real

Em junho de 2013, o staff de Lionel Messi se deparou com uma oferta inusitada. Naquele mês, o Real Madrid iniciou uma investida para tentar tirar o argentino do Barcelona. A informação foi revelada nessa sexta-feira pela revista alemã Der Spiegel, com base na plataforma “Football Leaks”, que conta com uma rede de jornalistas investigativos de toda a Europa.

De acordo com a publicação, o então advogado da família de Messi, Iñigo Suárez, informou ao pai do jogador que o clube merengue estava disposto a pagar a cláusula de rescisão do argentino, avaliada na época por  250 milhões de euros (R$ 975 milhões).

A publicação afirma ainda que a intenção do Real Madrid era pagar  23 milhões de eiros  (R$ 89 milhões) anuais ao meio-campo, além de um salário anual de  1 milhão de euros (R$ 3,9 milhões) à Jorge Messi, pai de Lionel.

Deixe seu comentário: