Últimas Notícias > Bem-Estar > Mulher > Falta de mulheres nas pesquisas contra o HIV atrapalha o caminho para a cura

Com show de Messi, o Barcelona atropela o Manchester United e avança na Liga dos Campeões

Messi marcou duas vezes, e Coutinho desabafou após críticas ao fechar o placar. (Foto: Reprodução)

Se tem Barcelona no Camp Nou, tem show de Messi. Craque, gênio, dono dos melhores adjetivos possíveis para exaltar sua qualidade incrível, o argentino deitou e rolou nesta terça-feira (16) ao marcar dois gols, aplicar belos dribles e fazer grandes jogadas na vitória por 3 a 0 sobre o Manchester United, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. Philippe Coutinho, com um golaço de fora da área e desabafo público, fechou a conta para garantir a classificação catalã na competição.

Com a classificação confirmada após a vitória por 3 a 0 sobre o Manchester United, o Barcelona supera o jejum de três anos em que era eliminado nas quartas de final da Liga dos Campeões e avança às semifinais. O adversário da próxima fase será Liverpool ou Porto, que duelam nesta quarta-feira. Os ingleses têm a vantagem e podem perder por até um gol de diferença que ficam com a vaga, pois venceram na Inglaterra por 2 a 0.

Primeiro tempo

O técnico do Manchester United, Ole Solskjaer, entrou em campo sem uma referência na área. Deixou Lukaku no banco, apostou na velocidade e movimentação de Rashford, Martial e Lingard. Nos dez primeiros minutos, a estratégia parecia que funcionaria. Só parecia. Bastou o Barcelona se organizar, e Messi entrar no jogo, que a história mudou. Numa bola recuperada na ponta direita, o argentino deu uma linda caneta em Fred, avançou e bateu colocado: golaço. Pouco depois, quando o United ainda se recuperava, o camisa 10 culé arriscou de novo de fora da área, mas sem força. E De Gea aceitou, um frango daqueles: 2 a 0.

Segundo tempo

Na etapa final, a missão do United era das mais complicadas. Perdendo por dois gols no Camp Nou, com Messi inspirado, seria muito difícil virar a partida. E o Barça jogou com inteligência, no desespero do rival, tocou a bola, abriu espaços, ganhou tempo e chegou ao terceiro gol com Philippe Coutinho, que soltou uma bomba de fora da área, acertou o ângulo e não correu para o abraço. É isso mesmo. Aproveitou para desabafar (veja mais abaixo). A equipe culé ainda teve boas chances de ampliar, De Gea fez boas defesas, e o placar terminou 3 a 0 para os anfitriões.

Gol e desabafo

Gols e dribles de Messi, classificação para a semifinal da Liga dos Campeões confirmada, festa no Camp Nou e polêmica. Coutinho marcou um golaço, no lugar da comemoração veio o desabafo. Ele colocou os dedos nos ouvidos, gritou. Logo seus companheiros tentaram colocar ânimo na comemoração, mas não adiantou. O brasileiro vinha sendo alvo de críticas por parte de torcida e imprensa pelo seu desempenho, muitos consideravam abaixo do esperado. O jornal catalão “Sport” chegou a apontar que uma reunião entre clube e jogador poderia definir seu futuro longe da Catalunha. Fato é que após o golaço e desabafo, Coutinho acabou substituído e foi aplaudido pelos quase 100 mil torcedores no estádio.

 

Deixe seu comentário: