Últimas Notícias > Colunistas > Refis do Funrural vai alcançar dívidas de R$ 11 bilhões

Rio de Janeiro teve 13 dias em estágio de crise em 2019. Situação é decorrente das fortes chuvas que atingem a cidade

Cidade entra em estágio de crise nesta tarde. (Foto: Reprodução Internet)

O Rio de Janeiro chegou nesta sexta-feira (17) a 13 dias de estágio de crise durante este ano. O estágio atual é o mais alto em nível de três da escala de alertas da prefeitura. No mês de fevereiro e no mês de abril, ao todo, 13 pessoas morreram.

O Rio decretou estágio de crise na última sexta-feira (17) após o desabamento de uma estrutura de concreto dentro do Túnel Rafael Mascarenhas, que liga a zona Sul da cidade aos bairros da Barra da Tijuca e São Conrado. O teto do túnel desabou em cima de um ônibus que trafegava no local. Com o ocorrido, vias dos dois sentidos ficaram fechadas. A Avenida Niemeyer, que liga as regiões, também foi bloqueada na última quinta-feira (16) devido a um deslizamento de terra em São Conrado, mas já está liberada.

Os cariocas que residem na zona Sul da cidade também não conseguem ter acesso ao centro e à zona Norte do Rio, pois um acidente no sentido zona Sul interditou a via da Lagoa Rodrigo de Freitas. No início da manhã, a cidade já havia anunciado estágio de atenção por problemas de mobilidade, antes mesmo do desmoronamento. A previsão de uma chuva forte para hoje, junto a ventos moderados e uma ressaca com ondas de até 2,5 metros assustam ainda mais a prefeitura e a população.

Deixe seu comentário: