Últimas Notícias > Capa – Destaques > “Estamos em guerra”, diz o presidente do Chile. O país enfrenta a maior revolta social das últimas décadas

A Primavera começa nesta segunda. Saiba como será a estação no Rio Grande do Sul

Estação mais florida do ano prossegue até o dia 22 de dezembro. (Foto: Joel Vargas/PMPA)

A chegada da Primavera, às 4h50min desta segunda-feira (23), traz o prognóstico de temperaturas acima da média e menor ocorrência de chuva na maior parte do País durante a estação – que prossegue até 22 de dezembro –, com exceção do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Nesses dois Estados, uma frente fria oriunda da Argentina e do Paraguai deve trazer chuva no início da estação.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), os termômetros devem registrar temperaturas de 1°C a 1,5°C acima da média do fim de setembro a dezembro – isso significa ter dias com temperaturas bem altas, e outros com temperaturas mais baixas ou dentro da média, o que na variação entre os três meses chega à elevação prevista.

Já em parte do Tocantins e da Região Nordeste, a tendência é de temperaturas oscilando até 1,5°C acima da média. Nos Estados de Minas Gerais, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul, os termômetros devem registrar aproximadamente 1°C acima da média. Nas demais regiões brasileiras, as temperaturas ficarão 0,5°C acima da média.

RS

Nos próximos dias, o tempo seco vai predominar na maior parte do Rio Grande do Sul, de acordo com o Boletim Meteorológico Semanal da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural.

Nesta segunda-feira, o ar frio começa a perder intensidade. Ainda poderá ocorrer geada isolada ao amanhecer, sobretudo entre o Planalto e a Serra do Nordeste. Na terça e quarta-feira, o tempo permanecerá firme e o ingresso de uma massa de ar quente e úmido deve favorecer o aumento da nebulosidade, bem como a elevação da temperatura.

A chuva no período deverá se concentrar sobre a Metade Norte do Estado e os volumes previstos são inferiores a 5 milímetros na maioria das localidades. Somente no Planalto e na Serra do Nordeste os totais esperados deverão oscilar entre 10 e 20 milímetros em alguns municípios. No restante do território gaúcho, não há previsão de volumes significativos.

Região Sul

Ainda segundo o Inmet, durante os meses de inverno, os maiores volumes de chuva estiveram localizados sobre a Metade Sul do mapa gaúcho. Durante os primeiros dias de junho, começou uma temporada de temperaturas mais baixas, porém as temperaturas abaixo de zero só ocorreram em julho e agosto.

Contudo, nesses meses a atuação das massas de ar frio causaram, além da queda na temperatura, a formação de geada, com intensidade variando de moderada a forte, em áreas de Serra e Planalto da Região Sul. Destaca-se ainda, que durante a primeira semana de julho e também no mês seguinte, houve ocorrência de neve nas regiões serranas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

As áreas do oceano Atlântico sobre a costa da Argentina e sul do Brasil, bem como na região de ocorrência do fenômeno El Niño no oceano Pacífico, estão apresentando temperaturas próximas da média”, explica o Inmet.

“Assim, o prognóstico da Primavera para Região Sul indica que as chuvas devem obedecer a um padrão de normalidade, com a passagem de frentes frias e formação de áreas de instabilidade, devendo permanecer ligeiramente acima da faixa normal nos três Estados. Já as temperaturas médias devem predominar dentro da normalidade na parte Oeste e acima da média no restante”.

Entenda

Situada cronologicamente entre o Inverno e o Verão, a Primavera está associada ao reflorescimento da flora. A sua denominação deriva do latim, “primo vere”, que significa “primeiro verão”.

A Terra realiza diversos movimentos, dentre eles o de translação – o giro em torno do Sol, que dura 365 dias. Pois as estações do ano ocorrem devido à inclinação o planeta em relação ao astro-rei.

E justamente por causa dessa inclinação em relação ao plano orbital, os raios solares incidem distintamente nos dois hemisférios. Assim, em um dado momento, um hemisfério estará mais iluminado do que o outro e, portanto, as estações do ano não ocorrerem simultaneamente nas metades inferior e superior do globo.

A primavera é considerada a estação do ano mais agradável para alguns, devido a suas temperaturas amenas e ao aumento da umidade do ar que lhe são característicos. A floração, ou desabrochamento das flores, modifica a paisagem, tornando-a mais alegre e contemplativa.

Os animais também apresentam comportamentos específicos nessa estação. Muitos tendem a sair do seu período de hibernação. Há mudança também no comportamento de animais polinizadores, como os beija-flores e as abelhas. Devido ao florescimento de algumas espécies, esses animais aumentam a sua atividade, interferindo significativamente no ciclo reprodutivo dos vegetais.

(Marcello Campos)