Home > Notícias > Brasil > Com 175 mil pedidos na fila de espera, a Polícia Federal anunciou a retomada da emissão de passaportes

Começará o tiroteio verbal

Dois projetos do Executivo vão centralizar os debates a partir de agosto na Assembleia Legislativa. O primeiro tem como relator o deputado Lucas Redecker (foto), na Comissão de Constituição e Justiça. Pede autorização para realizar plebiscito sobre a privatização da CEEE, Sulgás e Companhia Riograndense de Mineração. O segundo, que está na mesma Comissão, regulamenta a consulta e será relatado pelo deputado Luis Augusto Lara.

A emenda mais polêmica é do deputado Marcel van Hattem, que inclui o Banrisul e a Corsan no pacote. Sua justificativa é que a União só renegociará com os estados que privatizarem suas empresas dos setores de energia, saneamento e financeiro. Sem essa condição, o Rio Grande do Sul não terá a vantagem de deixar de pagar por até seis anos as prestações da dívida com o governo federal.

CONCEITO JOGADO NO RALO

O governo Temer virou uma Torre de Babel. Cada um fala idioma diferente. A oposição não fica longe disso. Até pouco tempo, o Brasil era visto e apontado como a principal aposta da economia ocidental. A confusão de palavras torna o País ininteligível.

ERUPÇÃO EM BREVE

O caos envolvendo a corrupção no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social permanece como vulcão adormecido.

POR AQUI

O PT gaúcho encaminhou ontem convite para que o ex-presidente Lula venha a Porto Alegre em agosto, sugerindo ainda que seja o ponto inicial da caminhada nacional.

SERÁ DIFÍCIL

Partidos tentam reunir os cacos para a batalha de 2018. Sabem que os eleitores enjoaram com tanta corrupção, quando não há empregos, escolas, segurança e saúde pública. Com tantos erros, o País perde oportunidades para crescer economicamente, redistribuir a renda nacional e praticar a verdadeira justiça social.

FORA DA ROTA 

Já faz tempo que as campanhas eleitorais esqueceram os embates ideológicos e programáticos. Compromissos com a população? Só com forte dose de  demagogia.

RISCO

O italiano Piero Calamandrei viveu de 1889 a 1956. Foi jurista, político e professor. Costumava dizer que “a tentação passa sete vezes por dia no escritório do advogado. Se visitasse hoje Brasília, repetiria, referindo aos gabinetes do poder.

NOVOS TEMPOS

Desde o mês passado, 30 servidores da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo podem escolher dois dias da semana para trabalhar em casa. O resultado será apresentado a governadores e prefeitos, que avaliarão a possibilidade de aplicação.

PERDA DA CREDIBILIDADE

Cresce o número de profissionais autônomos que ingressam no mercado, desinteressados em contribuir para o INSS por não acreditar na instituição. O desencontro de dados sobre a existência ou não de déficit no sistema é estarrecedor. Se a arrecadação cair, não é difícil imaginar o que acontecerá.
Preferem contribuir para a previdência privada do que passar contribuições à gestão pública que se mostrou, por décadas, extremamente perdulária.

NO TREINO DA ILUSÃO

Do trem-bala entre São Paulo e Rio de Janeiro, prometido e festejado por sucessivos governos, não ficou nem a bala.

DITO E FEITO

Manchete de 17 de julho de 1997: “Estado quer aumentar ICMS e vender a CRT para reajustar salários”.

O QUE É EXTRAÍDO

Os contatos deveriam incluir uma cláusula: você trabalhará três horas diárias para pagar impostos. Neles está um percentual para sustentar os espertos da Corte.

Comentários