Home > Efemérides > Fatos históricos do dia 23 de julho

Começou a batalha

O Governo não terá vida fácil na tentativa de aprovação da reforma da Previdência. É grande a pressão de entidades importantes contra o projeto, as mesmas que têm boa interlocução com congressistas. Na carta capitaneada pela OAB com apoio de 160 entidades, a ser divulgada dia 14, a entidade informa que o projeto “desfigura o sistema de seguridade social” e “dificulta o acesso à aposentadoria e demais benefícios”. O documento destaca, entre outros, o fato de o cidadão precisar contribuir 49 anos para ter acesso à aposentadoria integral e a precarização da aposentadoria do trabalhador rural.

Cova rural

Para um país com boa parte da economia ainda movida a commodities e sustentada no agronegócio, a reforma é tida como um tiro nos trabalhadores do campo e no mercado.

Pressão

O coro aumenta. A Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais protocolou nota técnica na Comissão da Câmara apontando inconstitucionalidades da reforma.

#transparência

A Abraji e Transparência Brasil lançam o site “Achados e Pedidos”, “maior banco online de pedidos de acesso a informações e respostas de órgãos públicos do país”.

Sisfron turbinado

Apesar das críticas, o Governo federal tenta cuidar das fronteiras ‘abertas’. Começa neste trimestre no Paraná a segunda etapa do projeto Sisfron (Sistema de Monitoramento de Fronteiras), com sede no Centro de Comando e Controle no 33º Batalhão de Infantaria Mecanizada,  em Cascavel.

#Monitoramento

A atual está sediada no 28º Batalhão Logístico em Dourados (MS) e abrange a fronteira com Paraguai e Bolívia. Foi construída pela Savis, do grupo Embraer Defesa. A área de proteção da nova frente do programa do Exército vai dos municípios de Guaíra a Barracão (PR) e São Miguel do Oeste (SC), com as fronteiras do Paraguai e Argentina.

História do Brasil

O renomado jornalista Rubens Valente – que escreveu Operação Banqueiro – vai lançar pela Cia das Letras o livro ‘Os fuzis e as flechas’. É investigação de dois anos, com mais de 80 entrevistas em 14 mil km de carro em 10 Estados. Ele revela o massacre oculto de índios – direto e indireto – de diferentes etnias durante o regime militar.

Assa uma aí!

O boa-praça Fabinho do PV, vice da Câmara, tem levado caixas de linguiça de Minas para assar no gabinete, onde serve os colegas. Faz sucesso, mas cheio incomoda.

Promoter

Há anos Fabinho promove no apartamento funcional um dos mais concorridos jantares de Brasília, freqüentado por frente suprapartidária e até ministros. Certa madrugada acordou e foi de pijama receber o então ministro Alexandre Padilha (Saúde).

Missão Caribe
O novo chanceler Aloysio Nunes terá de comparecer à Câmara para dar explicações sobre a atuação do Itamaraty nas buscas de brasileiros desaparecidos em novembro nas Bahamas. A Comissão de Relações Exteriores também quer ouvir a diretora do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior, Luiza Lopes.

99 x Uber
A 99 chega ao Rio com o POP, serviço de carros particulares. Os cariocas podem pedir um POP no mesmo aplicativo que usam para chamar táxis; são mais de 2 mil motoristas de “placa cinza”. Até o final do ano, a categoria chega a mais 10 capitais.

Do rim

A alemã Fresenius lançará a hemodiafiltração de alto volume, a HDF, já utilizada na Europa. Há hoje no País mais de 125 mil pessoas em diálise – que 1% usa a nova terapia.  Na Espanha, a HDF reduziu em 30% o número de mortes de pacientes renais.

Deu ruim, senadores!

Quinta-feira, Dia Mundial do Rim, pacientes renais, médicos e donos de clínicas vão ao Senado para audiência pública cobrar vossas excelências mais atenção do SUS.

Ponto Final
O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) é o autor da PEC 44/2012, e não da 35, como publicamos, que trata da mudança do sistema de escolha de ministros do Judiciário.

Comentários