Últimas Notícias > Notícias > Brasil > São Paulo sanciona lei que pune discriminação religiosa



Canoas promove palestras em escolas sobre suicídio e bullying

A equipe da Diretoria da Juventude de Canoas ficou impressionada com o grande número de alunos que, após uma palestra sobre os efeitos do bullying, procurou os palestrantes para falar sobre depressão, automutilação e suicídio.  “Assim que acabava a palestra, nos colocávamos a disposição para tirar dúvidas e chegavam os alunos relatando casos pessoais e de amigos próximos. Tudo isso gerou um serviço e vimos que era preciso uma atenção maior ao assunto”, relatou o diretor da Juventude, Cássio Abreu.

A Diretoria acionou o Comitê Permanente de Combate ao Suicídio para elaborar um plano de ação, reunindo membros das Secretarias Municipais da Saúde, de Desenvolvimento Social, da Educação, de Direitos Humanos e Participação Social e  representantes da sociedade civil.

A equipe do município vai atuar também junto às escolas estaduais, para sensibilizar os alunos em idade de maior ocorrência dos casos, estimulando a conversa e informando a necessidade de procurar os Centros de Atenção Psicossocial para, se necessário, fazer uma avaliação.

Simone Glimm, do Departamento de Saúde Mental e membro do Comitê, explica que: “Temos que capacitar as portas de entrada da saúde em termos de sinais de alerta, o que tem de ser visto e para onde encaminhar. E depois pensar nas escolas, segurança pública, desenvolvimento social e na rede”.

PROGRAMAÇÃO DAS PALESTRAS EM CANOAS:

Dia 7 de maio – 8h30 – Escola Estadual Victor Hugo – Bairro Mathias Velho
Dia 8 de maio – 8h, 14h e 19h30 – Escola Estadual Carlos Chagas – Bairro Niterói
Dia 9 de maio – 19h30 – Escola Estadual Canoas – Bairro Centro
Dia 14 de maio – 8h30 e 19h – Escola Estadual Margot Terezinha – Bairro Estância Velha
Dia 23 de maio – 8h30 – Escola Estadual Bartolomeu de Gusmão – Bairro Rio Branco

PORTO ALEGRE: saiba mais sobre os Centros de Atenção Psicossocial  

 

 

 

Deixe seu comentário: