Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Bolsonaro não participará de atos pró-governo, diz porta-voz

Conselho de Medicina abre sindicância contra o médico Marcos Harter após ele postar uma foto em que aparece comendo durante uma cirurgia

O médico e ex-BBB Marcos Harter se alimentando durante cirurgia. (Foto: Instagram/@drmarcosharter)

O ex-BBB Marcos Harter, que trabalha como cirurgião-plástico, pode se complicar após postar uma foto em que aparece comendo durante a realização de uma cirurgia em seu Instagram, na última sexta-feira (15). O Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT), onde Marcos opera, afirmou em nota divulgada nesta terça-feira (19) que abriu uma sindicância para apurar um possível desvio ético realizado por Harter. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 

“A sindicância, conforme estabelecido pelo Código de Ética Médica, seguirá sob sigilo. […] Salientamos, ainda, que o profissional encontra-se regularmente inscrito, sob o número 7.554”, informa a nota.

“Quando você está no auge da profissão, atendendo pacientes que vêm de fora do País pra operar o nariz com você… Daí vem Deus e com a fome lhe mostra que você é igual a todos e que sem a ajuda dos outros, você simplesmente não é ninguém”, escreveu Harter na postagem.

A instituição ainda informa que Marcos Harter também tem registro para atuar de forma regular em São Paulo e no Paraná. Também consta com registro e transferência do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro.

Marcos Harter ficou conhecido nacionalmente após participar da 17ª edição do Big Brother Brasil, na Globo. Ele chegou à reta final do programa, mas acabou expulso após ser acusado de agredir a participante Emilly Araújo, com quem tinha um relacionamento.

O médico chegou a ser indiciado por agressão e prestou depoimento à Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, à época. Em 2018, chegou a disputar as eleições a deputado federal no Mato Grosso, mas não foi eleito.

Confira abaixo a íntegra da nota publicada pelo CRM-MT sobre a foto de Marcos Harter.

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT) em virtude de imagens veiculadas em redes sociais onde o cirurgião plástico, Dr. Marcos de Oliveira Harter, aparece comendo durante um procedimento em centro cirúrgico abriu sindicância, ex officio, para apurar eventual desvio ético do profissional e da direção técnica do Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Fátima, localizado no município de Sorriso, onde supostamente ocorreu o fato. A sindicância, conforme estabelecido pelo Código de Ética Médica, seguira sob sigilo. O caso foi amplamente explorado pela imprensa nacional nesta semana. Salientamos, ainda, que o profissional encontra-se regularmente inscrito, sob o nº 7.554. O médico citado tem especialidade registrada em cirurgia plástica, e além de Mato Grosso, possui registro e se encontra regular para atuação no Paraná (CRM-PR 36.105) e São Paulo (CRM-SP 139.213). Também consta com registro e transferência dos estados do Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.”

Deixe seu comentário: