Últimas Notícias > | > Exposição sobre carreira de Sandy e Júnior chega a Porto Alegre nesta sexta-feira

Consórcio da Amazônia Legal solicita cooperação do governo e reunião de urgência para tratar de queimadas

Novo Progresso foi um dos municípios onde houve maior número de focos de incêndios na Amazônia. (Foto: Greenpeace)

Formado pelos sete estados do Norte, além de Mato Grosso e Maranhão, o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal pediu cooperação do governo federal e uma reunião de urgência com o presidente Jair Bolsonaro para abordar as queimadas na região. Documento assinado pelos governadores foi divulgado na manhã desse sábado (24).

Em carta ao presidente Jair Bolsonaro, o consórcio solicita “imediatas providências no sentido de viabilizar a cooperação das estruturas dos Estados da Amazônia Legal e as do Governo Federal no emprego específico de combate a focos de incêndio na Floresta Amazônica do Estado Brasileiro, com apoio material para enfrentamento efetivo ao desmatamento e incremento às ações de fiscalização de atividades legais”.

Na sexta-feira (23), Bolsonaro assinou um decreto para autorizar o uso das Forças Armadas no combate a queimadas na Amazônia. O decreto prevê o uso das tropas até 24 de setembro.

Ao pedir a reunião, o grupo de governadores espera que o encontro trate de “parcerias necessárias à construção de uma agenda permanente de proteção, conservação e desenvolvimento sustentável” da Amazônia brasileira.

Deixe seu comentário: